Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da toxina botulínica tipo A no tratamento da enxaqueca: revisão de revisões sistemáticas

Processo: 20/14391-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Ana Luiza Cabrera Martimbianco
Beneficiário:Melissa Diniz Bandeira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina. Universidade Metropolitana de Santos (UNIMES). Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Medicina baseada em evidências   Dermatologia   Enxaqueca sem aura   Bases de dados   Revisão sistemática   Ensaio clínico controlado aleatório

Resumo

A enxaqueca é um distúrbio neurovascular que se caracteriza por crises repetidas de cefaleia, resultando em redução da qualidade de vida por uma dor incapacitante. Essa condição clínica afeta cerca de 15% da população mundial, representando um problema sério de saúde pública. A toxina botulínica tipo A (TxB-A), se tornou amplamente utilizada para o tratamento de enxaquecas. Objetivo: O objetivo desta revisão é mapear, sumarizar e avaliar criticamente as revisões sistemáticas sobre os efeitos (benefícios e riscos) da TxB-A para o tratamento de enxaqueca. Métodos: Serão incluídas todas as revisões sistemáticas de ensaios clínicos randomizados sobre uso da TxB-A para o tratamento de enxaqueca crônica. As buscas serão realizadas nas bases de dados eletrônicas: Cochrane Database of Systematic Reviews (CDSR) (via Wiley), Cochrane Skin Group Specialised Register, MEDLINE (via Pubmed), e LILACS(Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, via BVS) e Embase (via Elsevier). Todos os desfechos apresentados nas revisões serão analisados. As revisões sistemáticas identificadas serão avaliadas por dois autores, de forma independente, quanto à qualidade metodológica por meio da ferramenta AMSTAR-2 (Assessing the Methodological Quality of Systematic Reviews). Os resultados serão apresentados narrativamente, considerando a qualidade dos estudos avaliada pelo AMSTAR-2 e a presença dos itens do PRISMA, para verificação da qualidade da publicação.