Busca avançada
Ano de início
Entree

Dieta cetogênica modificada como estratégia nutricional adjuvante no tratamento da epilepsia: uma abordagem translacional com ênfase no controle de crises convulsivas

Processo: 20/08837-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Nágila Raquel Teixeira Damasceno
Beneficiário:Andrea Matheus Faccioli
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dieta cetogênica   Epilepsia   Pilocarpina   Estudos longitudinais   Estudos prospectivos

Resumo

A epilepsia é uma doença neurológica crônica que acomete 50 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo que 20 a 30% apresentam epilepsia refratária. A dieta cetogênica (DC), tratamento adjuvante composto por alto teor de lipídeos, adequado teor de proteínas e pobre em carboidratos, pode ter seus efeitos e mecanismos de ação estudados em modelos animais com indução de crises semelhantes às da epilepsia refratária promovida pela lítio-pilocarpina (Li-Pilo). Uma modificação benéfica no teor lipídico da DC, priorizando-se gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, pode reduzir a frequência e o número de crises em modelos animais Li-Pilo, corroborando resultados obtidos em estudos humanos. Objetivos: avaliar o efeito de uma DC modificada em ratos com epilepsia induzida pelo método Li-Pilo quanto ao número, ao tipo e à frequência de crises, estabelecendo-se um modelo animal de epilepsia modulável pela DC. Métodos: será composto por: Estudo 1, longitudinal retrospectivo com crianças e adolescentes com epilepsia refratária em tratamento com DC modificada, avaliando-se aspectos clínicos e sócio-demográficos antes do início da DC (T0) e após 6 meses de tratamento (T1); Estudo 2, prospectivo com ratos com epilepsia induzida por Li-Pilo e acompanhamento no início (T0) e após 45 dias (T1) de tratamento com DC modificada de composição semelhante à do Estudo1, verificando-se a adesão à dieta, o número, a duração e a frequência de crises.