Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas autonômicas e cardiovasculares agudas do exercício resistido excêntrico em diferentes intensidades associado à restrição de fluxo sanguíneo: um ensaio clínico controlado randomizado

Processo: 20/12239-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Franciele Marques Vanderlei
Beneficiário:Fernanda Santana dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Sistema nervoso autônomo   Recuperação de função fisiológica   Treinamento de resistência   Frequência cardíaca   Hemodinâmica   Análise de variância   Ensaio clínico controlado aleatório

Resumo

Estudos sobre o treinamento resistido (TR) associado à restrição de fluxo sanguíneo (RFS) têm sugerido a sua utilização como um método alternativo para ganho de força e hipertrofia, porém, não se sabe qual a repercussão cardiovascular e autonômica da RFS associada à diferentes intensidades. Assim, torna-se relevante a investigação dos efeitos desse tipo de treinamento na recuperação pós-exercício. Objetivo: investigar e comparar respostas autonômicas e cardiovasculares agudas do exercício excêntrico de diferentes intensidades associado ou não à RFS em jovens saudáveis. Métodos: trata-se de um ensaio clínico controlado randomizado incluindo 60 homens saudáveis, com faixa etária entre 18 e 35 anos, divididos em quatro grupos de acordo com a intensidade do exercício e RFS, sendo eles: 80% sem RFS, 40% sem RFS, 80% com RFS e 40% com RFS. A intensidade do exercício será determinada pelo pico de torque excêntrico avaliado pelo dinamômetro isocinético e a RFS será determinada como 40% da pressão necessária para a restrição completa do fluxo sanguíneo sendo avaliada pelo Doppler. O participante irá realizar uma única sessão de exercício excêntrico do músculo quadríceps femoral no dinamômetro isocinético de acordo com o grupo previamente randomizado. Para as análises da recuperação serão analisados os parâmetros cardiovasculares (frequência cardíaca,C e diastólica, frequência respiratória e saturação parcial de oxigênio) e os índices da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) analisados no domínio do tempo (mean HR, rMSSD e SDNN), domínio da frequência (LF e HF [nu e ms2]) e plot de Poincaré (SD1 e SD2). As análises serão realizadas no momento basal, imediatamente após o término do exercício e na recuperação pós-exercício durante 60 minutos. Será utilizado o método estatístico descritivo e a comparação dos índices de VFC e dos parâmetros cardiovasculares entre os momentos e grupos será realizada por meio da técnica de análise de variância para modelo de medidas repetidas no esquema de dois fatores seguida de testes post hoc. O nível de significância será de p<0,05.