Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos de refinamento estatístico de projeções climáticas para quantificação dos potenciais solar e eólico no Brasil

Processo: 20/15754-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Convênio/Acordo: CNPq - INCTs
Pesquisador responsável:Jose Antonio Marengo Orsini
Beneficiário:Francisco José Lopes de Lima
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50848-9 - INCT 2014: INCT para Mudanças Climáticas (INCT-MC), AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Segurança energética   Modelos estatísticos   Energia renovável   Fontes renováveis de energia   Energia solar   Energia eólica   Potencial elétrico

Resumo

A segurança energética vem se tornando mais dependente do clima na medida em que cresce a penetração de fontes renováveis na matriz energética mundial, conforme aponta IEA, (2015). No Brasil, devido à diversidade de fontes energéticas de elevado potencial e grande extensão territorial, esta tendência tem-se confirmado especialmente com a expansão do parque eólico e solar. Quantificar o risco futuro sobre o setor energético passa por compreender melhor as relações entre as projeções climáticas e a disponibilidade do recurso sobre nosso território, conforme discutido em diversos trabalhos (Martins, 2008; Pereira,2011, Martins, 2013). O foco principal deste plano envolve o desenvolvimento de métodos computacionais de refinamento das saídas climáticas de modelos atmosféricos globais e regionalizados para quantificação dos potenciais de aproveitamento solar e eólico sobre o Brasil. Objetivos: * Geração de mapas de potencial solar e eólico atualizados para as regiões de estudos calibrados a partir de dados de superfície compatíveis com plataformas de GIS; * Desenvolver e validar de metodologias computacionais de refinamento estatístico de vento e radiação solar a partir de saídas climáticas globais e regionalizados; * Desenvolver algoritmos computacionais com o fim de investigar correlações espaciais que indiquem regiões de complementariedade hidro-solar-eólica; * Levantar e qualificar dados observacionais de vento e radiação para análises de tendência sobre as médias ou extremos climatológicos;