Busca avançada
Ano de início
Entree

Quimioprospecção de espécies de Aspergillus section Flavi isolados de amendoim, castanha do Brasil e cana-de-açucar

Processo: 21/00956-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Marta Hiromi Taniwaki
Beneficiário:Augusto Leonardo dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50349-0 - Plano de desenvolvimento institucional em pesquisa do Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Micologia   Metabolômica   Aspergillus   Amendoim   Castanha-do-Brasil   Cana-de-açúcar   Aflatoxinas   Micotoxinas

Resumo

A presença de micotoxinas em alimentos acarreta na perda de grande quantidade de alimentos. Espécies de Aspergillus são comuns em países tropicais e subtropicas como o Brasil e podem crescer em alimentos como amendoim, castanhas, grãos e frutas, gerando um acúmulo de micotoxinas como as aflatoxinas, tornando-os inseguros para consumo. Deste modo, o entendimento do metabolismo dos fungos toxigênicos em alimentos é de grande importância para a saúde pública. Ferramentas para desreplicação, como a plataforma "Global Natural Products Social Molecular Networking" (GNPS), tem se tornado uma alternativa para organizar os espectros de massas na forma de redes moleculares para se entender o metaboloma de um ou mais organismos a partir de uma grande quantidade de dados obtidos de análises de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas de alta resolução. Logo, o perfil do metaboloma de cada espécie de Aspergillus e as mudanças nas incubações ocorridas poderão ser vizualizados por meio de redes moleculares obtidas pela plataforma GNPS. Neste estudo, os metabólitos de 3 especies de A. section Flavi: A. flavus, A. nomius e A. novoparasiticus, isolados de amendoim, castanha do brasil e cana-de açucar, respectivamente, serão analisados em diferentes temperaturas e períodos de incubação em substratos com base nestes alimentos. Os dado obtidos permitirão construir redes moleculares para conhecer as vias biossintéticas de acordo com as classes dos produtos que serão identificados seguindo o agrupamento de espectros de massas pela plataforma GNPS. (AU)