Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da exposição ao metilmercúrio sobre a expressão dos genes DNMT1 e DNMT3A, e sobre o perfil de metilação do DNA, em comunidades ribeirinhas amazônicas expostas ao metal, via dieta

Processo: 20/14678-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Gustavo Rafael Mazzaron Barcelos
Beneficiário:Maysa Soares de Camargo Fernandes
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24069-3 - Do biomonitoramento ao reconhecimento de assinaturas do exposoma humano visando antecipar riscos para uma saúde contínua, AP.TEM
Assunto(s):Toxicologia   Expressão gênica   Interação gene-ambiente   Metilação de DNA   Mecanismos moleculares   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Povos ribeirinhos   Estudos epidemiológicos

Resumo

Estudos epidemiológicos demonstram que o mercúrio (Hg), em especial o metilmercúrio (MeHg) pode induzir estresse oxidativo, inflamação sistêmica e danos ao DNA; além disso, estudos recentes sugerem que a exposição ao metal também está relacionada a alterações no status epigenético. No entanto, ainda existe uma lacuna em relação de como a exposição ao Hg pode impactar a expressão de genes relacionados com o perfil de metilação do DNA e, consequentemente, modular a toxicidade induzida pela exposição ao metal. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivos avaliar o impacto da exposição ao Hg sobre o perfil de metilação global do DNA, bem como a expressão dos genes DNMT1 e DNMT3A, em comunidades ribeirinhas amazônicas expostas ao MeHg, via dieta. Concentrações do metal no sangue serão determinadas por ICP-MS. Análise da metilação global do DNA será avaliada por meio da determinação do conteúdo de 5-metilcitosina (5-mC) por ELISA e a expressão dos genes DNMT1 e DNMT3A serão determinadas por RT-qPCR. Assim, espera-se que os resultados obtidos auxiliem no melhor entendimento dos mecanismos moleculares relativos às interações entre o metal e os diversos eventos epigenéticos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)