Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de metodologias sustentáveis e biomiméticas para extração e análise de compostos de alto valor agregado em resíduos agrícolas de amêndoa

Processo: 20/15024-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Daniel Rinaldo
Beneficiário:Gabriela Cremasco
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Produtos naturais   Resíduos agrícolas   Biomimética   Prunus dulcis   Cromatografia líquida de alta eficiência

Resumo

A amêndoa é caracterizada por seu alto valor nutricional e comercial, mas atualmente vem crescendo-se a atenção aos seus resíduos vegetais (casca e casco), que dificilmente são caracterizados e explorados em relação às suas propriedades como fontes valiosas de compostos bioativos (representados principalmente por ácidos fenólicos e flavonóides), que possuem interesse terapêutico em razão desses metabólitos secundários. Para extração desses compostos, a Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) é muito utilizada como técnica analítica de rotina e utiliza como solvente a acetonitrila (MeCN) altamente tóxica e poluidora, o que resulta em impactos consideráveis ao meio ambiente e ao analista. O cenário se torna ainda mais negativo quando solventes tóxicos também são utilizados no processo de extração, pois nessa etapa, geralmente, são utilizados grandes volumes de solventes. Essa tendência, além de resultar em consideráveis impactos negativos ao meio ambiente e aos experimentadores envolvidos, é completamente inconsistente com os princípios atuais da Química Analítica Verde, além de representar danos potenciais aos ecossistemas como um todo e às relações bióticas e abióticas intrínsecas a eles, campo de estudo da Química dos Produtos Naturais. Nesse contexto, é necessária uma perspectiva holística em tais procedimentos, as quais garantam um compromisso entre eficiência analítica e sustentabilidade. Com base nesses aspectos, esse projeto tem como objetivo o desenvolvimento de metodologias de extração de baixo impacto ambiental para obtenção desses metabolitos secundários presentes nos resíduos de amêndoa, utilizando solventes não poluidores e sustentáveis (etanol e solventes eutéticos naturais profundos, ou NADES), cuja eficiência será otimizada por métodos multiparamétricos.