Busca avançada
Ano de início
Entree

O rei encoberto na Inglaterra Elisabetana: a representação monárquica na tradução dos panfletos sobre o Sebastião de Veneza (1601-1603)

Processo: 20/15635-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Luis Filipe Silverio Lima
Beneficiário:Beatriz Boldrini de Lima
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):História moderna   Monarquia   Tradução   Panfletos   Inglaterra

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe a análise de dois panfletos sebastianistas organizados originalmente em francês pelo frei José Teixeira e posteriormente traduzidos por Anthony Munday e impressos em Londres nos anos de 1601, 1602 e 1603. Tendo em vista uma perspectiva conectada, transnacional e dando enfoque às relações anglo-ibéricas, realizaremos uma leitura dos opúsculos centrada na representação monárquica a fim de refletirmos sobre esta durante o período de crise sucessória na Inglaterra, considerando o cenário político no qual a produção dos documentos se deu. Parte-se da hipótese de que a iminência do fim do reinado elisabetano preocupava parte da sociedade inglesa, que buscava referências de reinos que haviam experienciado suas próprias crises dinásticas para compreender as alternativas da monarquia inglesa, uma vez que Elisabete não possuía herdeiros ao trono. Sendo assim, levaremos em conta a trajetória dos indivíduos que atuaram na cadeia de produção destes panfletos, sobretudo o tradutor e os impressores envolvidos.