Busca avançada
Ano de início
Entree

Inoculação de rizobactérias em sistema hidropônico na nutrição, produção e qualidade da alface americana

Processo: 20/11621-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Marcelo Carvalho Minhoto Teixeira Filho
Beneficiário:Carlos Eduardo da Silva Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição vegetal   Inoculação   Azospirillum brasilense   Bacillus subtilis   Pseudomonas fluorescens   Hidroponia   Qualidade dos alimentos   Alface   Biofortificação

Resumo

Várias pesquisas tem reportado os múltiplos mecanismos de ação e benefícios das Bactérias Promotoras de Crescimento de Plantas (BPCP) para Agricultura, porém são raras pesquisas em sistema hidropônica. Dessa forma, acredita-se que em sistema hidropônico a inoculação com Azospirillum brasilense, Pseudomonas fluorescens e Bacillus subtilis também pode aumentar a eficiência do uso e acúmulo dos nutrientes na planta, reduzir as concentrações de nitrato nas folhas e aumentar a produtividade de massa fresca da alface. Além disso, frente à carência de informações sobre esta interação destas bactérias (pesquisa inédita), pode existir efeito sinérgico entre o uso de A. brasilense, P. fluorescens e B. subtilis. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa será avaliar o efeito da inoculação com Azospirillum brasilense, Bacillus subtilis e Pseudomonas fluorescens de forma isolada e/ou em conjunto, na nutrição, produção e qualidade de alface americana em cultivo hidropônico NFT. Além de averiguar a contribuição destas BPCPs na biofortificação agronômica com Fe e Zn e redução da concentração de nitrato nas folhas de alface. Para isso, serão realizados quatro experimentos em delineamento experimental de blocos casualisados, com cinco repetições. Cada bancada receberá um tratamento. Em todos os experimentos, serão aplicados os inoculantes de cada espécie BPCPs na solução nutritiva na ocasião do transplantio das mudas de alface e aos 10 dias após o transplantio, conforme cada experimento: experimento 1: inoculação com Azospirillum brasilense estirpes AbV5 e AbV6 (garantia de 2x108 UFC mL-1), nas doses de 0; 8; 16; 32 e 64 mL do inoculante líquido para cada 100 litros de solução nutritiva; experimento 2: inoculação com Bacillus subtilis estirpe CCTB04 (garantia de 1x108 UFC mL-1), nas doses de 0; 7,8; 15,6; 31,2 e 62,4 mL do inoculante líquido para cada 100 litros de solução nutritiva; experimento 3: inoculação com Pseudomonas fluorescens estirpe CCTB03 (garantia de 2x108 UFC mL-1), nas doses de 0; 8; 16; 32 e 64 mL do inoculante líquido para cada 100 litros de solução nutritiva; experimento 4: será realizado por último, com a inoculação em conjunto de BPCPs conforme a dose ótima obtida para cada inoculante nos experimentos 1, 2 e 3. Os seis tratamentos serão os seguintes: a) testemunha (sem inoculação); b) inoculação com Azospirillum brasilense; c) Azospirillum brasilense + Bacillus subtilis; d) Azospirillum brasilense + Pseudomonas fluorescens; e) Bacillus subtilis + Pseudomonas fluorescens; f) Azospirillum brasilense + Bacillus subtilis + Pseudomonas fluorescens. Serão realizadas as avaliações: 1) produção de matérias fresca e seca da alface; 2) concentrações e acúmulos de N, NO3-, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn na parte aérea e raízes da alface; 3) cálculo da eficiência de utilização de nutrientes; 4) avaliações fisiológicas com IRGA; 5) análise econômica dos sistemas de produção conforme a aplicação dos tratamentos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)