Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento e diagnóstico molecular de contaminantes agroindustriais

Processo: 20/16745-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Danielle Gregorio Gomes Caldas
Beneficiário:Bianca Martins Benetole
Empresa:Metaquantion P&D Soluções em Biologia Molecular Ltda
CNAE: Atividades de apoio à agricultura
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Vinculado ao auxílio:18/22489-5 - Monitoramento e diagnóstico molecular de contaminantes agroindustriais, AP.PIPE
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Detecção   Etanol   Micro-organismos   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Biologia molecular

Resumo

A detecção quantitativa de ácidos nucléicos é um método poderoso para os mais diversos tipos de aplicações. Este método é uma modificação da Reação da Polimerase em Cadeia - PCR convencional, na qual fragmentos de DNA são amplificados e seus produtos são detectados em tempo real por meio da leitura de fluorescência emitida, proporcional à quantidade de moléculas. A base deste método é a adição de fluoróforos (intercalante de DNA SYBRGreen I, sondas Taqman ou outros) no mix da reação e acoplamento de um leitor de fluorescência com filtros específicos para diferentes fluoróforos. Este projeto de pesquisa propõe o desenvolvimento, otimização e validação de um pacote de análises contendo ensaios para detectar quantitativamente os mais importantes contaminantes bacterianos do processo de fermentação alcoólica, com base na técnica de qPCR. Como trata-se de tecnologia de referência para um diagnóstico molecular, a MetaQuantiON tem como objetivos específicos e aplicados: desenvolver protocolos para otimização de extração de DNA de cada tipo amostral; desenhar primers e sondas para os gêneros Lactobacillus, Bacillus, Acetobacter, Pseudomonas, Clostridium, Streptococcus, Enterobacter e Leuconostoc; otimizar cada ensaio quanto à especificidade do micro-organismo detectado e quanto aos limites de detecção e de quantificação; e validar os ensaios em amostras de matéria-prima (moagem e melaço), mosto, vinho, fermento centrifugado e fermento após tratado.