Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito terapêutico da melatonina na hiperresponsividade brônquica à metacolina, inflamação das vias aéreas e remodelamento em modelos experimentais de Asma, DPOC e da associação Asma-DPOC

Processo: 20/11716-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Iolanda de Fátima Lopes Calvo Tibério
Beneficiário:Vitório Crema Scheffer
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/02537-5 - Caracterização da síndrome de sobreposição asma-DPOC (ACOS): estudos experimentais e clínicos, AP.TEM
Assunto(s):Pneumologia   Doença pulmonar obstrutiva crônica   Histopatologia   Asma   Hiperresponsividade brônquica   Inflamação   Resposta inflamatória   Melatonina   Óxido nítrico   Modelo experimental

Resumo

A Asma e a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) apresentam grande prevalência na sociedade, cujas fisiopatologias se associam a aumento da inflamação pulmonar, assim como a sobreposição de Asma e DPOC (ACO). A melatonina, por sua vez, mostrou atividade modulatória na inflamação e no estresse oxidativo. Portanto, a melatonina é um possível alvo terapêutico no tratamento de doenças inflamatórias pulmonares. Objetivo: Avaliar o efeito terapêutico da melatonina na resposta inflamatória pulmonar em modelos experimentais de asma, DPOC e ACO. Métodos: O estudo foi aprovado pelo comitê de ética no uso de animais da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (nº 1430/20). Sessenta e quatro camundongos Balb/c (machos, 25-30g, 6-7 semanas de idade) serão sensibilizados com ovoalbumina para modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica, com elastase para modelo experimental de enfisema e haverá sensibilização com ovoalbumina e elastase para o modelo de ACO (n = 8). Os grupos tratamento receberão 15mg/kg de melatonina por via intraperitoneal, enquanto os grupos controle receberão somente solução salina. Após período de protocolo experimental de 28 dias, avaliaremos óxido nítrico exalado, mecânica do sistema respiratório e fluido do lavado broncoalveolar. Os pulmões serão então retirados em monobloco com o coração e emblocados em parafina para a análise morfológica e histopatológica do tecido pulmonar.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)