Busca avançada
Ano de início
Entree

As comunidades savânicas do Cerrado são resilientes ao fogo?

Processo: 19/09659-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Alessandra Tomaselli Fidelis
Beneficiário:Mariana Correa Dairel
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Cerrado   Savana   Fogo   Restauração ecológica   Comunidades vegetais   Fitofisionomias

Resumo

O fogo é um elemento natural e recorrente em fisionomias campestres e savânicas do Cerrado. A comunidade vegetal, por sua vez, é resiliente e apresenta distintos atributos que permitem sua permanência e regeneração frente a eventos de distúrbio, sendo assim uma vegetação adaptada ao regime de fogo. Entretanto, a maioria das unidades de conservação adota políticas de exclusão de fogo, comprometendo diretamente a conservação dessas fisionomias e provisão de serviços ecossistêmicos. Alteração no regime de fogo consequentemente implicará em modificações na estrutura, fisionomia e diversidade do ecossistema. Nessa perspectiva, o seguinte projeto visa compreender o efeito da exclusão do fogo sobre a dinâmica da vegetação em áreas com históricos de fogo distintos, áreas há tempo sem registro de queimas e áreas excluídas do fogo por muito tempo e que foram recentemente queimadas. O trabalho será desenvolvido em diferentes áreas de fisionomias campestres e savânicas do Cerrado distribuídas em diferentes regiões do país, sob distintas condições abióticas e bióticas, a fim de desenvolver fundamentos teóricos e práticos que se destinem a conservação, restauração e manejo de fitofisionomias abertas do Cerrado. (AU)