Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel da 12-lipoxigenase como enzima necessária para o crosstalk entre tecido adiposo e fígado e supressão da lipogênese hepática

Processo: 21/01311-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Luiz Osório Silveira Leiria
Beneficiário:Víctor Azevêdo Vieira
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/08264-8 - Estudo dos mecanismos de intercomunicação entre tecido adiposo marrom e fígado com impacto na regulação da lipogênese hepática e produção endógena de glicose, AP.JP
Assunto(s):Tecido adiposo marrom   Metabolismo   Metabolismo energético   Homeostase energética   Lipoxigenase   Diabetes mellitus tipo 2   Obesidade
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:esteatose | Termogêneses adaptativa | Metabolismo

Resumo

Devido a sua capacidade de aumentar o gasto energético e de promover o clearance de glicose e triglicerídeos circulantes, o tecido adiposo marrom (TAM) se tornou um considerável alvo investigativo para fins terapêuticos ao tratamento do diabetes tipo 2, obesidade e doenças correlatas. Além dessas propriedades, o TAM também impacta o metabolismo global por secretar fatores que regulam a homeostase da glicose e de lipídios em outros tecidos. Descobrimos que sob o estímulo termogênico (frio), a gordura marrom pode biossintetizar e liberar metabólitos lipídicos ômega-3 por meio da atividade aumentada da enzima 12-lipoxigenase (12-LOX). Um dos lipídios liberados, o 12-HEPE, foi capaz de melhorar a esteatose hepática em camundongos obesos, suprimindo a atividade de Scd1. Por isso, neste trabalho testaremos a hipótese de que em baixas temperaturas, a gordura marrom necessita da 12-LOX para secretar lipídios que comunicam o TAM e o fígado, a fim de suprimir a lipogênese de novo e a inflamação hepática. A fim de testarmos esta hipótese, iniciaremos identificando os principais lipídeos capazes de alterarem o estado inflamatório e de lipogênese de novo no fígado. Para tal, usaremos modelos estabelecidos in vitro para testar o potencial anti-inflamatório e anti-lipogênico dos metabólitos 12-LOX Maresin-2, 12-HEPE e 14 HDHA estimulados pelo frio. Os lipídios que demonstrarem maior capacidade antilipogênica e anti-inflamatória serão testados in vivo, em modelos de obesidade por dieta hiperlipídica. Além disso também testaremos a hipótese de que a 12-LOX no TAM é importante para o crosstalk TAM-fígado. Para isso deletaremos essa enzima especificamente no TAM e realizaremos indução de obesidade por dieta hiperlipídica e posteriormente realizaremos desafio termogênico no frio. Avaliaremos se os Adipo/Alox12 KO são resistentes aos efeitos supressores do frio na esteatose hepática, avaliando a lipogênese de novo e a síntese de triglicerídeos no fígado por meio de diferentes estratégias. Deste modo, esperamos que essas análises nos permitam identificar novas vias modificadas pelos produtos 12-LOX liberados pelos adipócitos, levando à supressão da lipogênese de novo e inflamação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VIEIRA, Víctor Azevêdo. Alterações do metabolismo lipídico no fígado durante a termogênese adaptativa. 2023. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.