Busca avançada
Ano de início
Entree

Dispositivos de intervenção na escolarização de crianças com entraves na estruturação psíquica: Acompanhamento das intervenções junto às crianças da pesquisa

Processo: 21/01576-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Rinaldo Voltolini
Beneficiário:Luiza Pires Vaz Camarano
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/04490-6 - Dispositivos de intervenção na escolarização de crianças com entraves na estruturação psíquica, AP.R
Assunto(s):Inclusão   Psicanálise   Psicanálise de grupo

Resumo

Com objetivos ambiciosos e complexa implementação, a educação inclusiva surge entre nós como uma política pública que envolve um marco jurídico - o estabelecimento de leis - e outro administrativo - mudanças organizacionais -compondo um texto que visa prescrever as novas condições para o trabalho institucional. Tendo constatado os limites que esse modelo jurídico-administrativo possui face ao objetivo maior do projeto inclusivo - o trabalho com a diversidade - propomos nessa pesquisa o estudo da consistência e eficiência de dois dispositivos de intervenção: a clínica da inclusão, para o trabalho com professores vivendo os impasses da escolarização de crianças com entraves psíquicos estruturais (EE), e a Educação terapêutica, para o trabalho de inclusão de crianças com EE. Com a noção de clínica da inclusão pretendemos tomar como objeto de intervenção as narrativas dos atores envolvidos no processo, destacando em primeiro plano a forma concreta, singular, em que aparecem os impasses na inclusão. No trabalho dentro do dispositivo de Educação terapêutica pretendemos dar especial atenção ao acompanhamento, por meio de roteiros de leitura, do laço entre crianças com EE e seus pares no grupo-classe. Os dados obtidos com professores e com crianças serão discutidos e analisados pelos dois grupos de pesquisadores, de modo a acompanhar os desdobramentos das intervenções nos dois contextos. Espera-se como resultado uma qualificação do laço social inclusivo tanto entre as crianças como entre os professores.