Busca avançada
Ano de início
Entree

Do financiamento à financeirização: produção e reestruturação do espaço pelos fundos de investimento imobiliário em São Paulo

Processo: 20/07497-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Cruz Rufino
Beneficiário:Vinicius Kuboyama Nakama
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Planejamento territorial urbano   Reestruturação urbana   Espaço urbano   Finanças   Mercado imobiliário   Fundo de investimento   São Paulo (SP)

Resumo

Desde a institucionalização dos Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs), na década de 1990, este vem apresentando importante crescimento, consagrando-se como meio relevante na captura de recursos no mercado de capitais para o financiamento imobiliário. Visto que a transformação do espaço é um movimento de absorção de excedentes de capital que permite a reprodução do próprio capital, busca-se compreender como a aproximação entre o setor imobiliário e as finanças afeta a produção e reestruturação do espaço urbano. Para tal, sustenta-se que na figura do FII, as características espaciais resultantes do processo de urbanização - homogeneização, fragmentação e hierarquização - sofrem um aprofundamento e radicalização, sendo os resultados desse instrumento produtos exemplares da cidade sob o domínio das finanças. Esse espaço é homogêneo pois é concebido por parâmetros cada vez mais uniformes; seus usos se fragmentam em diferentes segmentos de atuação e tais frações se hierarquizam em um sistema de classificação (ranking). A escolha da metrópole de São Paulo como estudo de caso se justifica por sua centralidade na concentração e circulação de capital, além de possuir o maior número de propriedades sob gestão de FIIs no país, o que pode evidenciar o processo pressuposto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: