Busca avançada
Ano de início
Entree

Habilidades sociais, empoderamento e adaptação de famílias de crianças com deficiência visual à pandemia

Processo: 20/14533-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Carolina Severino Lopes da Costa
Beneficiário:Caroline Satie Nascimento
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Educação especial   Pandemias   Transtornos da visão   Coronavirus   Habilidades sociais   Isolamento social   Coleta de dados   Análise de conteúdo   Entrevista

Resumo

As famílias de crianças com deficiência visual podem enfrentar muitos desafios para promover o desenvolvimento de seus filhos. Entretanto, um bom repertório de habilidades sociais e alto nível de empoderamento dos pais pode contribuir positivamente para que o ambiente familiar ofereça estimulação contingente às necessidades dos filhos. Diante do cenário pandêmico atual, considera-se importante investigar como as famílias de crianças com deficiência visual têm se adaptado à nova realidade, especialmente no que se refere às atividades acadêmicas dos filhos. Assim, este estudo terá como objetivos: (a) caracterizar as habilidades sociais e o empoderamento das famílias de crianças com deficiência visual. (b) relacionar o repertório de habilidades sociais e o empoderamento das famílias de crianças pré-escolares com deficiência visual. (c) compreender como as famílias de crianças com deficiência visual têm se adaptado, durante a pandemia, para auxilia-las com as atividades escolares. Participarão da pesquisa de 10 a 20 familiares responsáveis de crianças com deficiência visual da pré-escola e anos inicias do Ensino Fundamental. A pesquisa será realizada online, em plataformas digitais. Para coleta dos dados qualitativos, será utilizado um roteiro de entrevista semiestruturada para os familiares. Este roteiro será elaborado e categorizado pela pesquisadora. Para a coleta dos dados quantitativos, serão aplicados dois instrumentos, sendo estes: Inventário de Habilidades Sociais e Escala de Empoderamento Familiar. Os dados qualitativos obtidos nas entrevistas serão submetidos à análise de conteúdo e os dados quantitativos obtidos por meio dos instrumentos serão analisados utilizando estatística descritiva. Para relacionar as variáveis habilidades sociais e empoderamento, a pesquisadora utilizará um teste que se adeque às características da amostra (Coeficiente de Correlação de Pearson ou de Spearman, por exemplo). Espera-se que a caracterização das habilidades sociais e do empoderamento de famílias de crianças com deficiência visual e a investigação sobre como as famílias estão lidando com as atividades escolares dos filhos no período de isolamento social possa fornecer informações importantes para futuras intervenções.