Busca avançada
Ano de início
Entree

Deficiência de selênio: identificação de um perfil de risco considerando fatores genéticos, clínicos e ambientais de pacientes com Obesidade no pré e pós-operatório da cirurgia bariátrica

Processo: 20/08687-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Carla Barbosa Nonino
Beneficiário:Lígia Moriguchi Watanabe
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24069-3 - Do biomonitoramento ao reconhecimento de assinaturas do exposoma humano visando antecipar riscos para uma saúde contínua, AP.TEM
Assunto(s):Cirurgia bariátrica   Expressão gênica   Nutrigenômica

Resumo

O selênio (Se) é um oligoelemento essencial que desempenha um papel antioxidante mediado por selenoproteínas, atuando na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer, além de auxiliar no sistema imunológico. Devido à sua importância em diversas funções biológicas, a monitorização das concentrações do Se no organismo é de extrema relevância, sobretudo em pacientes em condições mais vulneráveis de saúde. Nesse sentido, destacam-se os indivíduos com obesidade grave submetidos a derivação gástrica em Y de Roux (DGYR), que podem apresentar deficiência de Se, tanto pré quanto pós cirurgia, com riscos adicionais à saúde e qualidade de vida. Nesse contexto, a presente proposta visa identificar fatores (ambientais, clínicos, nutricionais, genéticos e referentes ao selênio e seus metabólitos), que poderiam ser determinantes para a deficiência de selênio no pós-operatório da cirurgia bariátrica. Para isso, será avaliado no pré e pós-operatório da cirurgia bariátrica: indicadores antropométricos, consumo alimentar, indicadores bioquímicos, minerais/metais séricos, incluindo selênio total e metabólitos, análise genética, incluindo polimorfismos de nucleotídeo único e expressão de genes relacionados ao metabolismo do selênio), além de identificar os alvos epigenéticos. Por fim, irá definir um perfil de risco da deficiência de Se que possa auxiliar na identificação de indivíduos suscetíveis e, com isso, direcionar estratégias para diagnóstico, prognóstico e tratamento personalizado para pacientes com obesidade e candidatos à DGYR. Para análise estatística serão utilizados testes t/Mann-Whitney, ANOVA, Fisher/Qui-quadrado e correlação de Pearson/Spearman. Softwares específicos serão utilizados para análise dos dados brutos obtidos a partir da leitura dos arrays (genotipagem e expressão gênica). Será admitido um nível de significância de p<0,05.