Busca avançada
Ano de início
Entree

Peptídeos intracelulares como moduladores de vias metabólicas relacionadas à termogênese

Processo: 21/02953-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Patrícia Reckziegel
Beneficiário:Patrícia Reckziegel
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/25943-1 - Peptídeos intracelulares como moduladores de vias metabólicas relacionadas à termogênese, AP.JP
Assunto(s):Metabolismo   Obesidade   Peptidômica   Tecido adiposo   Tecido adiposo marrom   Termogênese
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:metabolismo | obesidade | peptídeos intracelulares | Peptidômica | Tecido adiposo | Ucp1 | Tecido adiposo marrom

Resumo

O tecido adiposo marrom (BAT, do inglês brown adipose tissue) é termogênico devido a presença de adipócitosricos em mitocôndrias com elevada quantidade de proteína de desacoplamento mitocondrial 1 (UCP1), proteína que dissipa energia da síntese de ATP para a geração de calor. Sob determinados estímulos, células do tecido adiposo branco (WAT, do inglês white adipose tissue) podem apresentar características de adipócitos marrons em um processo denominado browning. A ativação do BAT e browning têm sido definidos como promissores mecanismos no tratamento da obesidade e de doenças associadas, devido, em grande parte, ao aumento do gasto energético e utilização de glicose e triglicerídeos pelas células. Peptídeos intracelulares têm se mostrado moduladores de várias vias relacionadas ao metabolismo energético, e devem estar diferentemente presentes no BAT e no WAT, bem como durante o processo termogênico. Visto isso, o presente estudo tem por objetivo investigar os efeitos biológicos in vitro e in vivo de peptídeos intracelulares identificados em amostras de BAT e WAT de camundongos sob estímulo termogênico. Para isso, peptídeos intracelulares serão identificados em tecidos adiposos de camundongos expostos a condições de termoneutralidade (30ºC) ou ao frio (4°C), e tratados com veículo ou pioglitazona (agonista PPAR³) durante 15 dias. Análises de expressão gênica, proteica ehistológica devem comprovar a ativação do BAT e a indução de browning. Análise de peptidômica identificará de forma inovadora o conteúdo de peptídeos intracelulares do BAT e WAT inguinal, e alterados no processo termogênico. Alguns desses peptídeos serão selecionados e sintetizados para estudos in vitro em cultura primária de adipócitos marrons e brancos. O efeito de peptídeos intracelulares identificados no BAT durante o processo termogênico será investigado em adipócitos brancos, assim como peptídeos identificados no WAT serão investigados em adipócitos marrons. Peptídeos que modularem positivamente parâmetros relacionados atermogênese in vitro serão administrados a camundongos obesos a fim de realizar uma análise metabólica detalhada. Assim, pretende-se caracterizar o papel de peptídeos intracelulares em BAT versus WAT, verificar os principais pontos onde esses peptídeos modulam a termogênese, e identificar novos compostos peptídicos com potencial para o tratamento da obesidade e doenças associadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GALVAO VALDIVIA, LUIS FELIPE; CASTRO, ERIQUE; DOS SANTOS EICHLER, ROSANGELA APARECIDA; MORENO, MAYARA FRANZOI; DE SOUSA, ERICA; RODRIGUES JARDIM, GIOVANNA FREITAS; PEIXOTO, ALBERT SOUZA; MORAES, MARIA NATHALIA; DE LAURO CASTRUCCI, ANA MARIA; NEDERGAARD, JAN; et al. Cold acclimation and pioglitazone combined increase thermogenic capacity of brown and white adipose tissues but this does not translate into higher energy expenditure in mice. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY AND METABOLISM, v. 324, n. 4, p. 16-pg., . (17/26651-9, 21/02953-1, 19/01763-4, 20/04159-8, 18/14728-0, 21/03717-0, 17/24615-5, 19/25943-1)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.