Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização fenotípica tomateiros (Solanum lycopersicum) silenciados para phytochrome interacting factor 1b (SIPIF1b)

Processo: 20/14181-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Maria Magdalena Rossi
Beneficiário:Julia Albuquerque de Pinna
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/01128-9 - Controle luminoso e hormonal da qualidade nutricional em Solanum lycopersicum, AP.TEM
Assunto(s):Desenvolvimento vegetal   Fotossíntese   Evolução fenotípica   Processos fisiológicos   Fatores de transcrição   Solanum lycopersicum

Resumo

A luz é fundamental no desenvolvimento vegetal, não apenas como fornecedor de energia para fotossíntese, mas também como componente de vários processos fisiológicos, incluindo fotomorfogênese, sinalização do ciclo circadiano, e movimentação de órgão e organelas. Assim que os fotorreceptores recebem o sinal luminoso, uma complexa rede de sinalização é acionada, na qual Phytochrome Interaction FactorS (PIFs) são os principais componentes. Estas proteínas PIFs são fatores de transcrição que se acumulam no escuro, e regulam negativamente a resposta à luz. Além disso, as PIFs participam de processos fisiológicos ao longo de toda a vida da planta, desde o desestiolamento, até a senescência, sendo muito importantes na regulação da biogênese, e manutenção dos cloroplastos. Tendo em vista que a atividade plastidial é estritamente ligada a produtividade e qualidade nutricional dos frutos, este projeto visa explorar os efeitos dos genes PIF sobre o metabolismo de frutos carnosos. Especificamente, será realizada uma extensa caracterização fenotípica de Solanum lycopersicum silenciadas para SIPIF1b. Nesta análise serão incluídos aspectos do metabolismo de carbono, compostos nutracêuticos (carotenoides e tocoferóis) e produtividade. Os resultados obtidos irão contribuir para um maior conhecimento da rede regulatória das PIF, e de como a manipulação dessas proteínas podem afetar a qualidade e o desenvolvimento do tomate.