Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel da proteína DDX41 na diferenciação e função de células T reguladoras (Tregs)

Processo: 21/02049-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:José Carlos Farias Alves Filho
Beneficiário:Gabriella Carolina Scalice Chiari
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08216-2 - CPDI - Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias, AP.CEPID
Assunto(s):Imunidade inata   Imunidade adaptativa   Comunicação celular   Linfócitos T reguladores   Homeostase   CRISPR-Cas9

Resumo

Os linfócitos T reguladores são células essenciais na homeostase imunológica e na manutenção da autotolerância. Essas células são caracterizadas por expressarem o fator de transcrição FoxP3, sendo esse crítico em seu desenvolvimento e função supressora. Assim sendo, há interesse considerável no estudo das funções e dos mecanismos exercidos por esse subconjunto de linfócitos T. A DDX41 (Probable ATP-dependent RNA helicase DDX41) é uma RNA helicase membro da família da DEAD box helicase. Essa proteína atua como um sensor de DNA citosólico e pode induzir a produção de moléculas da imunidade inata. Essa função ocorre por meio da interação com a molécula STING (Stimulator of Interferon Genes) que culmina na produção de interferons do tipo I via ativação de NFkB e IRF3. Embora a proteína DDX41 seja muito descrita na imunidade inata, pouco se sabe do seu papel na imunidade adaptativa. Dados de estudos em andamento do nosso grupo de pesquisa sugerem que essa proteína tenha participação importante na diferenciação e função de linfócitos T reguladores relacionada com a molécula STING. Desta forma, o presente projeto propõe investigar o papel de DDX41 na diferenciação e função de células T reguladoras.