Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial de óleo de laranja e óleo de nim no controle de bicho-mineiro Leucoptera coffeella (Lepidoptera: Lyonetiidae) e seletividade ao predador Chrysoperla externa (Neuroptera: Chrysopidae)

Processo: 20/14019-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Alessandra Marieli Vacari
Beneficiário:Vinicius de Oliveira Lima
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Entomologia agrícola   Agricultura orgânica   Controle químico   Controle de pragas   Inseticidas   Leucoptera coffeella   Neuroptera   Bicho-mineiro

Resumo

Apesar do controle químico ainda ser a estratégia predominante para o controle de pragas, as utilizações de táticas de controle sustentáveis vêm crescendo como estratégias chave para diminuição do impacto ambiental e para a produção segura de alimentos. Porém, tais estratégicas ainda são pouco exploradas no espaço agrícola, como a cafeicultura intensiva. Assim, a utilização de inseticidas botânicos, como os óleos de laranja e de nim, que possuem atividade inseticida contra várias espécies de lepidópteros pragas, podem ser promissoras e eficientes táticas de controle. O objetivo será estudar o controle de Leucoptera coffeella (Lepidoptera: Lyonetiidae) utilizando os inseticidas botânicos a base de óleo de laranja e óleo de nim e, além disso, verificar a seletividade destes inseticidas ao predador Chrysoperla externa (Neuroptera: Chrysopidae), comumente encontrado em áreas cafeeiras. Para isso, será estudado o efeito dos inseticidas botânicos em ovos, larvas, pupas e adultos de L. coffeella, e também em ovos e larvas de primeiro, segundo e terceiro instares de C. externa. O grande desafio do presente projeto de pesquisa é tentar disponibilizar para os produtores, uma metodologia de controle sustentável utilizando inseticidas botânicos para o controle do bicho-mineiro em cafeeiro. Os cafeicultores não possuem uma metodologia eficiente de controle para bicho-mineiro que seja sustentável e que possa ser utilizada na agricultura orgânica. Devido ao alto valor agregado do café orgânico e também de cafés especiais, torna-se fundamental o desenvolvimento desta pesquisa, para que os cafeicultores possam controlar de forma eficiente e sustentável o bicho-mineiro, L. coffeella. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)