Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de elementos tecnologicamente críticos no Rio Paraíba do Sul, trecho de São José dos Campos, utilizando a espectrometria de massas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) e a técnica de gradiente de difusão em filmes finos (DGT)

Processo: 21/00231-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Amauri Antonio Menegário
Beneficiário:Raquel de Carvalho Gradwohl
Instituição-sede: Centro de Estudos Ambientais (CEA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Elementos químicos   Espectrometria de massa por plasma acoplado indutivamente   Técnica de difusão em filmes finos por gradiente de concentração (DGT)   Métodos de análise   Rio Paraíba do Sul   São José dos Campos (SP)

Resumo

Elementos tecnologicamente críticos (ETC) estão sendo usados em larga escala por tecnologias emergentes para aumentar a funcionalidade de produtos, como no setor da indústria eletrônica, que produz massivamente celulares, televisores e computadores. Esses elementos químicos presentes nos aparelhos são lixiviados para os ambientes aquáticos devido a liberação de efluentes residuais dos processos industriais. Com isso, representam riscos, tanto para saúde humana, quanto para o meio ambiente. Contudo, ainda há lacunas na compreensão dos ETC, desde níveis ambientais até seus efeitos toxicológicos. Além disso, há a falta de aplicação dos processos de avaliação de riscos, pois as informações referentes a esses elementos se encontram escassas nos relatórios e portarias dos órgãos ambientais brasileiros. Devido ao rio Paraíba do Sul estar localizado próximo ao polo industrial de São José dos Campos (SP), esta área representa um potencial receptor de ETC advindos de efluentes industriais. Com isso, esta pesquisa possui o objetivo de determinar, avaliar a labilidade e a potencial biodisponibilidade de ETC na água do rio Paraíba do Sul, no trecho de São José dos Campos (SP). Inicialmente será implementado um método analítico para determinações multielementares dos de TCE utilizando um espectrômetro de plasma indutivamente acoplado (ICP-QMS). Os principais recursos para superação das interferências espectrais na determinação dos TCE será o uso da dessolvatação do aerossol utilizando os sistemas APEX e Spiro. As coletas se darão em dois períodos, de cheia e estiagem. Serão coletadas amostras de água superficial em oito pontos distintos e concomitantemente serão realizadas imersões de dispositivos DGT in situ por, pelo menos, 24 horas. Serão utilizados dispositivos DGT comerciais e desenvolvidos no CEA/UNESP. Assim espera-se também avaliar a labilidade dos TCE e, consequentemente, inferir algumas conclusões sobre suas biodisponibilidades.