Busca avançada
Ano de início
Entree

Conjugação de processos avançados de tratamento para produção de água de reuso: ensaios de bancada e em estação piloto

Processo: 21/01416-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Convênio/Acordo: CNPq - INCTs
Pesquisador responsável:José Roberto Guimarães
Beneficiário:Jonathan Cawettiere Almeida Espíndola
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50951-4 - INCT 2014: Tecnologias Analíticas Avançadas, AP.TEM
Assunto(s):Anti-infecciosos   Contaminantes emergentes   Ecotoxicidade   Fotólise

Resumo

A Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S.A. (SANASA), da cidade de Campinas-SP-Brasil, possui uma Estação de Produção de Água de Reuso (EPAR CAPIVARI II), composta por um sistema de Biorreatores com Membranas de Ultrafiltração (MBR) para tratamento de esgoto doméstico e produção de água para uso não potável. Nas dependências da (EPAR CAPIVARI II) há uma estação piloto composta de vários processos, como ozonização, radiação UV, peroxidação, fotoperoxidação, osmose reversa, carvão ativado e desinfecção, que permite a realização de testes para polimento dos efluentes oriundos do sistema MBR. A meta principal desse projeto de Pós-Doutorado será o estudo da aplicação e conjugação dos diferentes processos avançados de tratamento para melhorar a qualidade da água produzida, pois vários compostos são apenas parcialmente removidos/degradados pelo sistema empregado. Primeiramente os estudos de degradação/remoção dos compostos recalcitrantes serão realizados em escala de laboratório para obtenção de alguns parâmetros e, posteriormente, as melhores combinações dos processos serão avaliadas na estação piloto. A eficiência será avaliada utilizando-se o método da extração em fase sólida online com a cromatografia líquida de ultra-alta eficiência associada a espectrometria de massas sequencial (SPE-UHPLC-MS/MS) pela quantificação e monitoramento da remoção dos compostos alvo: Também, serão realizados testes de (eco)toxicidade e de atividade antimicrobiana das soluções durante a aplicação dos processos a microalga Raphidocelis subcapitata, a bactéria marinha bioluminescente Vibrio fischeri, o microcrustáceo Daphnia similis; e nos ensaios de atividade antimicrobiana as bactérias Escherichia coli e Bacillus subtilis. (AU)