Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das células intersticiais e imunoexpressão de Ik-Balpha em ratos tratados com diacereína: uma relação com a espermatogênese

Processo: 21/00597-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Estela Sasso Cerri
Beneficiário:Elide Loise Freitas de Jesus
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Reprodução   Células intersticiais do testículo   Testículo   Citocinas   Esteroidogênese   Espermatogênese   Imuno-histoquímica   Análise morfológica

Resumo

Levando em consideração o isolamento social, diferentes patologias são potencializadas, como a osteoartrite que afeta jovens e idosos. A diacereína, um fármaco anti-inflamatório utilizado no tratamento desta patologia, inibe a ação de citocinas pró-inflamatórias, como o TNF-± e IL-1. Além disso, alguns estudos evidenciam um potencial deste fármaco para o tratamento do SARS-CoV-2. Embora ainda não esteja muito bem esclarecido, estas citocinas participam de alguns processos que controlam tanto a espermatogênese quanto a esteroidogênese pelas células de Leydig (CL), podendo controlar a sinalização parácrina entre CL e macrófagos testiculares (MT). Entretanto, não existem informações suficientes na literatura a respeito da deficiência destas citocinas, bem como da diacereína na histofisiologia do sistema reprodutor masculino. Em um estudo prévio realizado pelo nosso grupo de pesquisa, os níveis de IL-1² e TNF-± reduziram significantemente nos testículos dos animais tratados com diacereína, comprovando a deficiência destas citocinas neste órgão. Neste estudo, será proposto avaliar o impacto da diacereína na espermatogênese, correlacionando-o à deficiência de citocinas, à imunoexpressão de IkB-± (inibidor do fator de transcrição NF-kB) e à possíveis alterações nas células intersticiais. Considerando a participação do TNF-± no epitélio seminífero, será proposto avaliar o impacto da deficiência de citocinas, induzida pela diacereína, na atividade mitótica e meiótica das células germinativas e viabilidade dos espermatócitos. Pretendemos também esclarecer quais células intersticiais (CL ou MT) serão mais afetadas pelo tratamento. Serão utilizados 16 ratos machos adultos, distribuídos em 2 grupos (n=8): grupo controle (GC) e grupo diacereína (GD). Os animais do GC receberão solução fisiológica estéril (cloreto de sódio 0,9%) por gavagem durante 30 dias. Os animais do GD receberão 100 mg/kg p.c. de diacereína pela mesma via de administração. O sangue será coletado para dosagem dos níveis séricos de testosterona. Os testículos serão coletados, fixados e processados para inclusão em historesina e parafina para as análises morfológicas e morfométricas. O número de espermatócitos por túbulo será quantificado. Os cortes de parafina serão submetidos às reações de imunofluorescência para detecção de: IL-1- ², TNF-±, Ki-67 (marcador de divisão celular), IkB-±, bem como dupla marcação de 17²-HSD7 e IL-1² a fim de verificar quais células intersticiais (CL ou MT) serão mais afetadas pelo tratamento. Será realizada a análise quantitativa das reações, e todos os resultados serão submetidos à análise estatística pelo Student-t test (pd0,05).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: