Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação transcultural, validação e comparação preditiva da ferramenta calculate para identificação de risco de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva de adultos

Processo: 21/01844-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Luciana Patrícia Fernandes Abbade
Beneficiário:Emanuelli Giglioli Olivatto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Dermatologia   Enfermagem de cuidados críticos   Úlcera por pressão   Tradução   Terapia intensiva   Análise estatística de dados   Estudos de coortes   Estudo comparativo

Resumo

A lesão por pressão é um evento adverso que acomete principalmente pacientes internados sob cuidados críticos devido a sua vulnerabilidade. Pensando em todos os malefícios que esta lesão pode causar e, visando sua prevenção, foram desenvolvidas escalas preditoras de risco. Hoje, a mais utilizada é a escala de Braden, porém esta não tem demonstrado preditividade adequada quando se trata de pacientes críticos. Assim, a ferramenta CALCULATE surge como uma nova ferramenta de origem inglesa, em que os autores a desenvolveram especificamente para estes pacientes. Objetivo: Adaptar e validar transculturalmente a ferramenta CALCULATE para língua portuguesa do Brasil e comparar sua capacidade preditiva. Método: A CALCULATE será traduzida e adaptada seguindo seis etapas: tradução, síntese, retro tradução, comitê de especialistas, pré-teste e submissão da versão adaptada para o autor da versão original. Na fase de adaptação transcultural, enfermeiros avaliarão a versão adaptada. Para validação da reprodutibilidade da ferramenta CALCULATE será realizado estudo de coorte prospectivo para comparação das escalas de risco, sendo aplicado o instrumento validado em adultos internados em unidade de terapia intensiva e comparada com mais quatro escalas já adaptadas e validadas para uso no Brasil (escalas de Braden, Sunderland, Cubbin e Jackson e EVARUCI). Na análise estatística, será utilizada regressão logística a fim de verificar os fatores que influenciaram no desenvolvimento da lesão por pressão e as escalas de avaliação de risco estudadas. Resultados esperados: Após tradução, adaptação e validação para o português brasileiro, espera-se que na fase comparativa com as outras quatro escalas, o novo instrumento tenha maior acurácia preditiva para identificar risco de desenvolvimento de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva de pacientes adultos criticamente enfermos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)