Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação transcultural, validação e comparação preditiva da ferramenta calculate para identificação de risco de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva de adultos

Processo: 21/01844-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Luciana Patrícia Fernandes Abbade
Beneficiário:Emanuelli Giglioli Olivatto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Dermatologia   Enfermagem de cuidados críticos   Úlcera por pressão   Tradução   Terapia intensiva   Análise estatística de dados   Estudos de coortes   Estudo comparativo

Resumo

A lesão por pressão é um evento adverso que acomete principalmente pacientes internados sob cuidados críticos devido a sua vulnerabilidade. Pensando em todos os malefícios que esta lesão pode causar e, visando sua prevenção, foram desenvolvidas escalas preditoras de risco. Hoje, a mais utilizada é a escala de Braden, porém esta não tem demonstrado preditividade adequada quando se trata de pacientes críticos. Assim, a ferramenta CALCULATE surge como uma nova ferramenta de origem inglesa, em que os autores a desenvolveram especificamente para estes pacientes. Objetivo: Adaptar e validar transculturalmente a ferramenta CALCULATE para língua portuguesa do Brasil e comparar sua capacidade preditiva. Método: A CALCULATE será traduzida e adaptada seguindo seis etapas: tradução, síntese, retro tradução, comitê de especialistas, pré-teste e submissão da versão adaptada para o autor da versão original. Na fase de adaptação transcultural, enfermeiros avaliarão a versão adaptada. Para validação da reprodutibilidade da ferramenta CALCULATE será realizado estudo de coorte prospectivo para comparação das escalas de risco, sendo aplicado o instrumento validado em adultos internados em unidade de terapia intensiva e comparada com mais quatro escalas já adaptadas e validadas para uso no Brasil (escalas de Braden, Sunderland, Cubbin e Jackson e EVARUCI). Na análise estatística, será utilizada regressão logística a fim de verificar os fatores que influenciaram no desenvolvimento da lesão por pressão e as escalas de avaliação de risco estudadas. Resultados esperados: Após tradução, adaptação e validação para o português brasileiro, espera-se que na fase comparativa com as outras quatro escalas, o novo instrumento tenha maior acurácia preditiva para identificar risco de desenvolvimento de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva de pacientes adultos criticamente enfermos.