Busca avançada
Ano de início
Entree

No Tube Yes Color: Evolução do projeto de desenvolvimento de software e hardware para mistura de soluções de corantes e produtos intermediários de coloração capilar permanente para uso imediato no salão de beleza.

Processo: 21/03359-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Projetos de Máquinas
Pesquisador responsável:Rodrigo Nunes Ferraz
Beneficiário:Marcos Aurélio Alves de Macena Sá
Empresa:No Tube Yes Color Inovação em Cosméticos Ltda
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Vinculado ao auxílio:19/16617-3 - No Tube Yes Color: evolução do projeto de desenvolvimento de software e hardware para mistura de soluções de corantes e produtos intermediários de coloração capilar permanente para uso imediato no salão de beleza, AP.PIPE
Assunto(s):Cosméticos   Internet das coisas

Resumo

Esse projeto visa desenvolver software e hardware de fácil operação que possibilite a mistura de soluções de corantes e produtos intermediários, entregando uma grande variedade de cores de coloração capilar, permitindo aos cabeleireiros selecionar a cor desejada e aplica-la imediatamente nos próprios salões, automatizando o processo de compra e eliminando a necessidade de gestão de estoques. Além disso, a dosagem de produto personalizada evitará o desperdício de produto e de embalagens, que segundo a Pesquisa Sebrae Setor/Segmento Beleza & Estética (2015), gestão de estoque e desperdício são problemas para o empresários de salões de beleza. Outro ponto a destacar é que será simplificado o uso de coloração, ampliando a variedade de cores disponíveis e fornecendo informações de uso e consumo em tempo real, facilitando a gestão de estoque, que passa a ser de corantes (soluções) e não mais de produtos acabados. Além disso, poderá se mapeado o consumo dos salões e de toda a cadeia de suprimentos, evitando quebras de estoque e aumentando o potencial de faturamento dos salões e das marcas. Por fim, será possível o lançamento de novas cores com uma simples atualização de software. As atividades que não são o "core business" dos salões serão simplificadas e automatizadas, e esses poderão focar seus esforços no "core" que é realização dos serviços de beleza. O potencial de mercado deste projeto no Brasil é de 21,5 Bilhões de reais segundo a pesquisa de Euromonitor (Hair Care in Brazil - 2019), tal mercado abrange produtos e serviços relacionados a cuidados com os cabelos, sendo destes 24% derivados da categoria coloração permanente (R$ 5,2 bilhões). Número que mostra a relevância e importância dessa categoria para o setor. Ainda segundo a Euromonitor (2017), temos hoje em torno de 590 mil negócios formalizados nas categorias MEI, Micro e Pequena Empresa, considerando-se a atividade "Cabeleireiros e Manicures", e outros 539 mil informais, totalizando 1,1 milhões. Para que seja possível a evolução deste projeto em um produto comercialmente e tecnicamente viável é necessário seguir rigorosamente a metodologia de pesquisa, que é composta de três etapas com seus desafios. O projeto em questão rompe com os métodos atuais, alterando significativamente o modelo de negócio desta indústria tão representativa para a economia e tão sensível à inovação, de forma a aumentar a competitividade das micro e pequenas empresas do setor. Outro ponto importante são informações de consumo provenientes das estatísticas de uso geradas pelo equipamento. Nesse sentido, o projeto é considerado promissor quando comparado às tecnologias atuais, estando muito à frente dos competidores, sinalizando um novo marco para indústria de cuidados pessoais e credibilidade para indústria nacional. Espera-se ao final desse projeto atingir os objetivo de realizar a reengenharia da coloração capilar, solucionar o desafio tecnológico envolvendo a cápsula dos corantes, redução dos custos dos materiais para fabricação, refinar o projeto de mecânica e eletrônica, criar o software de monitoramento, gestão e interface do usuário e criar de 3 a 5 versões funcionais de media fidelidade.