Busca avançada
Ano de início
Entree

Abrasão do esmalte e da dentina radicular submetidas à escovação na presença de diferentes concentrações de bicarbonato de sódio e forças

Processo: 21/01166-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Cecilia Pedroso Turssi
Beneficiário:Gabriela Pereira Garcia
Instituição-sede: Faculdade São Leopoldo Mandic (SLMANDIC). Sociedade Regional de Ensino e Saúde S/S Ltda (SRES). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Dentina   Escovação dentária   Desgaste dos dentes   Bicarbonato de sódio   Análise de variância   Estudo comparativo

Resumo

A segurança do bicarbonato de sódio como abrasivo de dentifrícios comerciais já foi demonstrada e se fundamenta na elevada solubilidade desse sal e em sua dureza inferior ou equivalente ao esmalte e à dentina, respectivamente. Porém, a utilização do bicarbonato de sódio por pacientes que recorrem a ele para remoção caseira de pigmentos dentários de origem extrínseca, na tentativa de clarearem seus dentes, desperta preocupações quanto a sua segurança. Além disso, potenciais efeitos deletérios causados pelo bicarbonato de sódio poderiam ser concentração-dependente e/ou ainda estarem relacionados à força aplicada durante a escovação na sua presença. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar a abrasão proporcionada, tanto no esmalte como na dentina radicular, pelo bicarbonato de sódio puro ou diluído em suspensões contendo diferentes concentrações desse sal, sob o efeito de forças de escovação de maior ou menor magnitude. De terceiros molares humanos serão obtidos fragmentos (3x3x2 mm) de esmalte e dentina radicular, que serão embutidos, planificados e polidos em politriz pneumática. De acordo com cálculo amostral e sorteio aleatório, 8 amostras serão distribuídas em 12 grupos, formados pela combinação entre 5 diferentes concentrações de bicarbonato de sódio em saliva artificial (1:0 = puro, 1:1, 1:2, 1:3 e 1:4, em peso) ou 1 dentifrício controle (Crest cavity Protection, 1:3, por peso) com 2 magnitudes de força aplicadas na escovação (1 e 3 N). Dois grupos adicionais serão escovados na presença de saliva artificial, sob carga de 1 e 3 N. De acordo com o grupo a que pertencerem, as amostras serão submetidas à escovação em equipamento recomendado pela norma ISO 11609 (2017) e que simula parâmetros observados clinicamente. Então, as amostras serão analisadas por meio de perfilometria óptica para mensuração do desgaste. Para a identificação do efeito da concentração do bicarbonato de sódio, da força de escovação e da interação entre essas variáveis independentes, se atendidos os preceitos de normalidade e homocedasticidade, tanto para o esmalte como para a dentina radicular, será aplicada análise de variância a dois critérios, seguida de teste de comparações múltiplas. Alternativamente poderão ser realizadas transformação de dados ou aplicados testes não paramétricos. O nível de significância adotado será de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)