Busca avançada
Ano de início
Entree

Plantas que possam fitorremediar áreas com aplicação de indaziflam

Processo: 20/12985-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Patrícia Andrea Monquero
Beneficiário:Rafaela Oliva da Silva
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Matologia   Herbicidas   Fitorremediação   Fitotoxicidade   Delineamento experimental

Resumo

Os herbicidas podem causar grande impacto negativo no meio ambiente, o que torna necessário e importante o desenvolvimento de técnicas para a descontaminação de áreas com elevadas concentrações destes produtos. O presente estudo terá como finalidade avaliar a eficiência de espécies vegetais na fitorremediação do herbicida indaziflam. A suscetibilidade de 15 espécies de adubos verdes (Dolichos lablab, Cajanus cajan, Canavalis ensiformis, Crotalaria juncea, C. breviflora, C. spectabilis, Mucuna deeringiana, M. cinerea, M. aterrima, Lupinus albus, Helianthus annuus, Pennisetum glaucum, Avena strigosa, Raphanus sativus e Calopogonium muconoides) será avaliada em relação ao herbicida indaziflam. O experimento será realizado em casa de vegetação, sendo que cada espécie será avaliada isoladamente no delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os tratamentos serão dispostos em esquema fatorial 5 x 3, sendo constituídos por cinco épocas de semeadura após a aplicação do herbicida (5, 30, 60, 90 e 120 dias) e três doses do indaziflam (0, 75 e 100 g i.a ha-1). Aos 15, 30 e 60 dias após a emergência dos adubos verdes (DAE) serão realizadas avaliações visuais de fito intoxicação. Aos 60 DAE serão avaliadas a altura das plantas e a matéria seca da parte aérea dos adubos verdes. Após a retirada dos adubos verdes semeados nos diferentes períodos será semeado feijão (Phaseolus vulgaris), a qual é planta biondicadora do herbicida indaziflam. A planta bioindicadora será monitorada por um período de 60 dias, sendo posteriormente avaliada quanto a altura, biomassa seca da parte aérea, sintomas de fitotoxicidade e área foliar.