Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução da arquitetura de software do sistema IntOR para o cumprimento dos requisitos de segurança da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil

Processo: 21/01796-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Elisa Yumi Nakagawa
Beneficiário:Marcelo Isaias de Moraes Junior
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07375-0 - CeMEAI - Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria, AP.CEPID
Assunto(s):Arquitetura de software   Engenharia de software   Segurança da informação   Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPDP)   Metodologia e técnicas de computação

Resumo

O IntOR, um sistema de software para salas de cirurgia integradas, é um Sistema-de-Sistemas (SoS) que está sendo projetado em conjunto com pesquisadores do Departamento de Anestesia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP). O IntOR visa a integração das informações fornecidas pelos diferentes sistemas, dispositivos e sensores que monitoram os sinais vitais do paciente (por exemplo, pressão arterial, pulso e batimentos cardíacos) durante os procedimentos executados nas salas de cirurgia. Adicionalmente, esse sistema irá fornecer subsídios para um gerenciamento mais adequado das salas do Centro Cirúrgico (CC) do HC-FMUSP. O IntOR é um sistema de apoio intraoperatório que assiste o trabalho dos profissionais de saúde envolvidos no procedimento cirúrgico, sobretudo, do médico anestesista em sua incumbência de zelar pela saúde e segurança do paciente mediante o controle de suas funções vitais. Na literatura, existem diversas implementações de sistemas de salas de cirurgia integradas desenvolvidas no exterior, de propriedade privada e custosa, o que dificulta sua adoção pelos centros cirúrgicos do Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil. Visando contribuir com o sistema de saúde público brasileiro, pesquisadores da área da computação e da saúde estão trabalhando em conjunto para estabelecer a arquitetura de software do sistema IntOR. A primeira versão da arquitetura de software deste sistema contempla mecanismos para auxiliar a integração dos sistemas constituintes. Porém, devido à grande quantidade de dados do paciente e de procedimentos médicos que devem ser gerenciados pelo IntOR, é necessário que sua arquitetura satisfaça adequadamente os requisitos de segurança e privacidade dos dados especificados pela Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD) que entrou em vigência no ano de 2020 para garantir que os sistemas de software atuantes no país visem pela proteção dos dados pessoais de qualquer cidadão brasileiro. Dessa forma, o objetivo deste projeto de iniciação científica é evoluir a arquitetura de software do IntOR tendo em vista os requisitos não-funcionais de segurança que respeitem a regulamentação da nova LGPD.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)