Busca avançada
Ano de início
Entree

Alienação colonial: a interiorização da dominação e a sociogênese em Frantz Fanon

Processo: 21/01524-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:Raphael Cezar da Silva Neves
Beneficiário:Nicoli França Rocha
Instituição-sede: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Osasco. Osasco , SP, Brasil
Assunto(s):Ideologia política   Psicopatologia   Colonização   Colonialismo   Alienação

Resumo

O projeto busca analisar a interiorização da dominação no contexto colonial à luz do pensamento de Frantz Fanon. Em suas obras, sobretudo em Os condenados da terra, Fanon apresenta a questão da violência colonial além dos limites físicos, analisando-os principalmente sobre um viés psicossocial. Para o autor, o meio, a sociedade, a política, o agente dominador seriam objetos essenciais na formação do ser, de suas percepções sobre si mesmo e a respeito do mundo a sua volta. Nesse sentido, o cenário colonial provocou uma espécie de psicopatologia social e somente um evento nas proporções da violência colonial seria capaz de libertar as amarras opressoras que aprisionavam o corpo e a mente dos nativos, esse episódio seria a revolução, para Fanon o único meio viável para a gênese de um novo humanismo, que abarcasse além das raízes europeias, que, contudo, ainda se traduzem na diretriz do imaginário mundial. Assim, as observações revolucionárias de Fanon permitem uma análise decolonial, a fim de compreender o quanto dessa patologia colonial persiste em nossos dias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)