Busca avançada
Ano de início
Entree

Atuação das forças armadas na segurança pública: a legitimidade sob a perspectiva dos militares

Processo: 21/05090-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Marcos César Alvarez
Beneficiário:Felipe Ramos Garcia
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07923-7 - Núcleo de Estudos da Violência - NEV/USP, AP.CEPID
Assunto(s):Sociologia da violência e da criminalidade   Forças armadas   Segurança pública   Militarismo   Brasil   Século XXI
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Intervenção Militar | Militarismo | Militarização | Relações civis-militares | Segurança Pública | Sociologia da Violência

Resumo

Recentemente, temos observado uma atuação crescente das Forças Armadas na política institucional brasileira. Um número representativo de militares das Forças Armadas em cargos no executivo, legislativo e inclusive em alguns postos de assessoria judiciária. Uma leitura menos atenta pode sugerir que essa participação passou a ocorrer a partir da eleição do atual presidente, Jair Bolsonaro. Entretanto, a atuação política dos militares das Forças Armadas continuou após a democratização, principalmente no âmbito da segurança pública. Nesse sentido, o presente trabalho busca, partindo de um referencial teórico construído sobre a interpretação da atuação política das Forças Armadas no Brasil historicamente; e da reflexão que tem sido construída no campo da sociologia acerca da militarização da segurança pública no Brasil, compreender de que forma essa atuação ocorre e como ela é percebida institucionalmente pelos militares. Para tal, realizaremos uma análise - sob a luz do referencial supracitado - de cinco operações militares dentro do território nacional, no âmbito da segurança pública via Garantia da Lei e da Ordem, compreendidas entre 2010 e 2018; utilizando documentos, arquivos e dados disponíveis e entrevistas semiestruturadas com oficiais superiores, intermediários e subalternos que atuaram nessas operações, buscando compreendercomo os militares percebem sua própria atuação nessas intervenções e de que forma encaram a tarefa de atuar em uma função para a qual não são formados. Com esse trabalho, buscamos compreender se a participação dos militares é um fator de aumento da confiança e legitimidade nas instituições de segurança pública, bem como se os militares se identificam ou não com essa função de legitimação do controle da violência. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)