Busca avançada
Ano de início
Entree

Predição da probabilidade de queimadas e incêndios florestais: efeitos climáticos e antrópicos

Processo: 21/04019-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Convênio/Acordo: FAPEAM
Pesquisador responsável:Liana Oighenstein Anderson
Beneficiário:Débora Joana Dutra
Instituição-sede: Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Nacionais (CEMADEN). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Brasil). Cachoeira Paulista , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/08916-8 - Predição da degradação florestal como subsídio a ações para evitar as queimadas e os incêndios florestais, AP.R
Assunto(s):Degradação ambiental   Análise preditiva   Desmatamento   Queimada   Incêndios florestais   Amazônia

Resumo

A degradação florestal resulta principalmente do descontrole de queimadas que se tornam incêndios. Estes eventos combinados com a exploração madeireira e as mudanças climáticas são intensificados colocando em xeque a conservação da floresta amazônica e seus serviços ecossistêmicos. A exploração madeireira, tanto em planos de manejos autorizados como por meio de atividades ilegais, aumenta a vulnerabilidade da floresta à entrada e propagação de incêndios florestais. Isto deve-se ao aumento do material combustível decorrente de danos colaterais do processo de derrubada e arraste dos troncos. A abertura do dossel, que permitindo a maior entrada de radiação e aumento da intensidade do vento, altera o microclima local tornando-o mais quente e seco. As mudanças climáticas, em parte já observadas em algumas regiões da Amazônia, causam o prolongamento da estação seca e o aumento da frequência de secas extremas, afetando diretamente a ocorrência de incêndios florestais. Neste contexto, o objetivo geral do projeto é prover um diagnóstico e prognóstico da degradação florestal, por exploração madeireira e incêndios florestais provenientes das queimadas até 2050 no município de Boca do Acre, Amazonas. Para isso, a concessão de uma bolsa de treinamento técnico de nível 4 (TT4) para um período de 24 meses proporcionará a seleção de um bolsista para executar as atividades relacionadas aos objetivos geral e específicos propostos neste projeto. Os objetivos específicos de trabalho para a bolsa TT4 são: O1. Calcular métricas climáticas atuais e para os cenários do IPCC AR6 (modelos CMIP6) em 2050. O2. Estruturar uma base de dados de focos ativos de queimadas e área queimadas para avaliar a condição atual das queimadas e incêndios florestais na área de estudo (2003-2019). O3. Modelar a probabilidade de queimadas e incêndios florestais baseado nos dados de degradação florestal, desmatamento e clima para o ano de 2050. O4. Integrar os resultados de florestas impactadas com o modelo de probabilidade de queimadas e incêndios florestais e gerar o diagnóstico e prognóstico das interações entre uso da terra, exploração madeireira, queimadas e incêndios florestais no período atual e futuro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)