Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioacumulação de metais no gastrópode Hastula cinerea ao longo de um gradiente de urbanização

Processo: 20/16522-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Leonardo Querobim Yokoyama
Beneficiário:Stephanie de Jardin
Instituição-sede: Instituto do Mar (IMar). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia de ecossistemas   Bioacumulação   Metais   Urbanização   Granulometria   Similaridade genética   Indicadores biológicos   Fluorescência de raio X   Teste de Tukey

Resumo

O processo de urbanização resultou no crescimento da atividade industrial nos ecossistemas costeiros gerando impactos ambientais. Dentre estes, a contaminação por metais é um grande risco à saúde ambiental. Esses poluentes podem fixar-se no sedimento inconsolidado provocando alterações morfológicas e químicas e, além disso, podem ser bioacumulados por organismos bentônicos, como muitos invertebrados marinhos. Nas praias arenosas, os moluscos são um dos principais grupos de invertebrados bentônicos, destacando-se os bivalves e gastrópodes. Estes organismos são bioindicadores eficientes de contaminação de metais, entretanto ainda há uma carência de investigações sobre sua variação ao longo de um gradiente de urbanização. Dentro deste contexto, propomos a análise da presença dos metais em Hastula cinerea, uma espécie de gastrópode comum ao longo do litoral do Brasil, seguindo um gradiente decrescente de urbanização ao longo da Baixada Santista até o litoral Sul do Estado de São Paulo. Para a amostragem, serão coletados 10 indivíduos, em cada local, com comprimento de concha maior do que 30 mm. Serão coletadas amostras de sedimento para análises da granulometria e da matéria orgânica. A técnica Fluorescência de Raios X por Reflexão Total (TXRF) será utilizada para identificar os metais presentes nas amostras. As diferenças nas concentrações dos metais entre as praias serão verificadas através de uma ANOVA, seguido de um teste de Tukey. Em relação a diferenças nas concentrações de metais acumulados dos organismos entre as praias, será utilizada uma Análise de Similaridade (ANOSIM). A importância do estudo se dá em razão da problemática ambiental em torno dos metais no ambiente aquático que apresenta riscos para a cadeia alimentar e, consequentemente, para a saúde humana.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)