Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma abordagem evolutiva para entender a resistência à seca em árvores Neotropicais

Processo: 20/09164-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Rafael Silva Oliveira
Beneficiário:Cibele de Cássia Silva
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/07773-1 - Restaurando ecossistemas neotropicais secos - seria a composição funcional das plantas a chave para o sucesso?, AP.TEM
Assunto(s):Evolução vegetal   Mudança climática   Secas   Árvores   Tolerância a seca   Biodiversidade   Ecossistemas florestais   Florestas tropicais

Resumo

A intensidade e a severidade da seca aumentaram nas últimas décadas e prevê-se que climas mais secos se tornem mais comuns nos trópicos, o que pode levar a uma expansão de ecossistemas sazonalmente secos em todo o mundo. No entanto, as estratégias funcionais que permitem as plantas lidar com condições cada vez mais secas em ecossistemas sazonalmente secos permanecem pouco compreendidas, principalmente no Neotropico. Para explorar a evolução de atributos das árvores ligados a capacidade de persistir em condições de limitada disponibilidade hídrica, montaremos um banco de dados em nível de espécie para altura, deciduidade foliar, espessura da folha, massa da semente e resistência do xilema ao embolismo para espécies de ecossistemas Neotropicais sazonalmente secos. Para modelar a evolução dos atributos das árvores, combinaremos esses dados com dados de filogenia molecular datada jaá disponíveis ou gerados para nossa lista de espécies. Por meio dessa abordagem eco- evolutiva (ou seja, atributos das espécies, juntamente com sua história evolutiva), pretendemos desvendar os principais atributos subjacentes as estratégias de resistência a seca que permitiram as linhagens colonizar e diversificar com êxito em ecossistemas Neotropicais sazonalmente secos. O estudo proposto abordará lacunas de conhecimento fundamentais que impossibilitaram uma melhor compreensão da montagem da diversidade de plantas em ecossistemas Neotropicais sazonalmente secos ao longo do tempo: 1) Como os atributos morfológicas e fisiológicas influenciam as estratégias de resistência a seca em árvores de ecossistemas Neotropicais sazonalmente secos?; 2) Existe um sinal filogenético nessas características ou elas são resultado de evolução convergente?; 3) As estratégias hidráulicas para lidar com a seca são distintas entre as linhagens de Cerrado e florestas sazonalmente secas? Essas questões também são importantes no contexto da restauração, pois a manutenção de altos níveis de diversidade filogénetica pode melhorar o sucesso dessas ações por manter o potencial evolutivo das espécies e, assim, garantir que as funções e os serviços do ecossistema tenham maior probabilidade de serem sustentados ao longo do tempo. Nossas descobertas I) preencherão a lacuna de conhecimento sobre como as características relacionadas a resistência a seca influenciaram a montagem diversificada da flora dos ecossistemas sazonalmente secos Neotropicais, bem como II) fornecerão uma visão geral das potenciais espécies e linhagens de árvores que podem ser úteis nos planos de restauração, dentro do projeto NERC-FAPESP ao qual esta proposta está vinculada, por exibirem características de resistência a seca. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)