Busca avançada
Ano de início
Entree

Crescimento da amplitude do reflexo acústico em adultos jovens com alterações de processamento auditivo

Processo: 21/00779-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Renata Mota Mamede Carvallo
Beneficiário:Bárbara Magalhães da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia   Atenção auditiva   Reflexo acústico   Inter-relação   Processamento auditivo   Audiometria   Adulto jovem   Testes auditivos

Resumo

O reflexo acústico do músculo estapédio é resultante da estimulação sonora de forte intensidade. Seu limiar corresponde à menor intensidade de estímulo ativador capaz de produzir essa contração do músculo, modificando assim, a imitância da orelha média. As funções do reflexo acústico, dentre outras, relacionam-se à melhora da atenção auditiva e inteligibilidade de fala e da atenuação do efeito do ruído ambiental na compreensão de fala. O Processamento Auditivo Central (PAC) é responsável pela análise e interpretação do estímulo sonoro (detecção, discriminação, localização, figura-fundo e reconhecimento). Um indivíduo com Transtorno do Processamento Auditivo apresenta prejuízos quanto à fala, leitura, escrita, linguagem e comportamento social. As mesmas estruturas responsáveis pelo arco reflexo atuam também nos mecanismos fisiológicos das habilidades de PAC o que determina uma inter-relação das alterações das habilidades do PAC com a ausência do reflexo acústico. Objetivo. O objetivo deste estudo é analisar o crescimento da amplitude do reflexo acústico em resposta ao crescimento do estímulo contralateral em dB em adultos jovens com alterações de processamento auditivo. Método. participarão do estudo 20 adultos jovens, na faixa etária de 18 a 30 anos com: ausência de alterações na orelha média constatada à timpanometria (Curva tipo A), limiares auditivos dentro da normalidade (0 a 20 dBNA), presença de reflexos acústicos contralaterais e ausência de alterações no meato acústico externo visíveis à meatoscopia. Os participantes serão submetidos à anamnese, meatoscopia, audiometria tonal, testes de fala, teste padrão de duração, timpanometria e pesquisa dos reflexos acústicos. Os reflexos acústicos serão registrados contralateralmente à apresentação de um estímulo ativador usado para disparar o reflexo, nas frequências de 1000, 2000 e 4000Hz incluindo o ruído de banda larga (RB). O reflexo será considerado presente na menor intensidade que gerar uma resposta reflexa com declive > 0,02ml, com morfologia típica. A seguir, a função de crescimento do reflexo acústico será pesquisada em cada uma das frequências de estímulos ativadores. Será apresentado um estímulo por aproximadamente dois segundos a uma intensidade de 70dB NA. O estímulo será acrescido em degraus de 5dB NA até 105dB NA e os valores de amplitude do declive serão anotados para cada intensidade pesquisada. Logo, o reflexo será considerado ausente quando não for alcançado o declive > 0,02 na intensidade máxima do estimulador. Análise dos Resultados. Os resultados serão submetidos à análise descritiva e inferencial, ocorrendo a análise por orelha, gênero e frequência testada. Será adotado o nível de significância de 0,05, e os resultados que apresentarem diferença estatisticamente significante serão assinalados com asterisco (*). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)