Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito pró-osteo/odontogênico da cistatina recombinante de cana-de-açúcar, CaneCPI-5, em células pulpares humanas

Processo: 20/09576-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Gisele Faria
Beneficiário:Ana Flávia Balestrero Cassiano
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Catepsinas   Cistatinas   Fitocistatinas   Polpa dentária

Resumo

As catepsinas (um grupo de cisteíno proteases) apresentam importante papel em alguns processos patológicos. Sabe-se que um aumento da atividade das mesmas está relacionado ao desenvolvimento de doenças como a osteoporose e a periodontite apical (lesão periapical), por estimularem o processo de reabsorção óssea, através da degradação proteolítica de componentes da matriz. Portanto sua inibição poderia ser alvo terapêutico para o controle dessas doenças. As cistatinas são inibidores naturais e reversíveis de cisteíno proteases. As fitocistatinas são cistatinas de plantas e algumas delas já foram produzidas de forma recombinante, como a CaneCPI-5 (derivada da cana-de-açúcar), a qual será foco deste estudo por ter apresentado potencial pró-osteogênico observado em estudo preliminar do nosso grupo de pesquisa. O objetivo deste estudo será avaliar a citocompatibilidade e o efeito da CaneCPI-5 sobre a proliferação, migração, diferenciação osteogênica e odontogênica, e capacidade de estimular mineralização de células da polpa dental humana (hDPCs). As hDPCs expostas à CaneCPI- 5 e não expostas (controle) serão avaliadas quanto à viabilidade por meio dos ensaios de metiltiazol tetrazólico (MTT) e vermelho neutro, proliferação pelo ensaio de incorporação de bromodeoxiuridina (BrdU), migração por ensaio de transwell, expressão gênica de marcadores relacionados a diferenciação osteogênica e odontogênica por meio de reação da polimerase em cadeia em tempo real quantitavo (qRT-PCR), produção de proteínas por Western Blotting, atividade da fosfatase alcalina pelo cálculo da liberação timolftaleína e a detecção de precipitados inorgânicos pela coloração de vermelho de alizarina. Se o efeito pró-osteogênico e/ou odontogênico da CaneCPI-5 nas hDPCs for confirmado, iremos projetar ensaios para avaliar o efeito da CaneCPI-5, em contato com a dentina, sobre as hDPCs. Caso os resultados sejam promissores, a CaneCPI-5 poderá se constituir em uma molécula com potencial para ser utilizada em técnicas de tratamento que objetivem reparo do complexo dentino-pulpar e/ou periapical. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)