Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da inibição farmacológica e molecular do inflamassoma NLRP3 e suas consequências em modelo in vitro de Pré-Eclâmpsia

Processo: 20/14610-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Valeria Cristina Sandrim
Beneficiário:Priscila Rezeck Nunes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Pré-eclâmpsia   Proteína 3 que contém domínio de pirina da família NLR   Mecanismos moleculares de ação farmacológica   Biomarcadores   Disfunção endotelial   Estresse oxidativo   Inflamação   Técnicas in vitro

Resumo

A Pré-Eclâmpsia (PE) é uma síndrome específica da gestação humana, sendo uma das principais causas de morte materna no Brasil. A fisiopatologia da PE não está totalmente esclarecida, mas sabe-se que a isquemia placentária tem fundamental importância nesse processo, já que a liberação de produtos resultantes de má perfusão na circulação materna pode levar a uma disfunção endotelial sistêmica. A inflamação persistente no endotélio estimula a secreção de vários mediadores inflamatórios, e que desencadeia um processo importante em doenças inflamatórias por ativação de diversos padrões de sinalização. Considerando que as causas relacionadas à disfunção endotelial, estresse oxidativo e inflamação na PE ainda permanecem um desafio para a prática clínica, o emprego de fármacos e o uso de abordagens moleculares relacionadas à inibição do inflamassoma NLRP3 podem ser uma boa escolha para propor futuros tratamentos para a PE. O presente projeto tem como objetivo: avaliar a ação farmacológica e molecular de inibidores do inflamassoma NLRP3 em modelo in vitro de PE e as relações com biomarcadores de disfunção endotelial, estresse oxidativo e inflamação. Para atingir esse objetivo serão realizados os seguintes expetimentos: 1- avaliar o efeito do plasma de gestantes portadoras de PE e normotensas (NT) na ativação do inflamassoma NLRP3 via NF-ºB em linhagem de células endoteliais; 2- comparação da ativação do inflamassoma em células endoteliais primárias de gestantes com PE e NT submetidas ao tratamento com inibidores farmacológicos e RNA de interferência; 3- avaliar o efeito da inibição farmacológica e molecular na função das células endoteliais incubadas com plasma através de ensaios de formação de tubos, permeabilidade, marcadores de disfunção endotelial, estresse oxidativo, autofagia e piroptose; 4- observar o efeito dos inibidores do inflamassoma NLRP3 sobre contração e relaxamento dos vasos de gestantes por ensaio de reatividade vascular. Os resultados serão avaliados por testes paramétricos ou não paramétricos, dependendo da variabilidade, sendo adotado o nível de significância de p<0,05. Estudos sobre disfunção endotelial e sua relação com inflamação na PE ainda permanecem um objetivo a ser mais explorado e elucidar os mecanismos moleculares associados às interações entre inflamação e disfunção endotelial pode ser favorável para desenvolver novos tratamentos e terapias mais efetivas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)