Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito de soluções contendo extrato de Malva sylvestris sobre o biofilme microcosmo e sobre a prevenção da desmineralização do esmalte

Processo: 21/03053-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Ana Carolina Magalhães
Beneficiário:Larissa Ribeiro Alves da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia oral   Cárie dentária   Placa bacteriana   Extratos vegetais   Malva

Resumo

O objetivo do trabalho será avaliar o efeito de soluções contendo diferentes concentrações de Malva sylvestris sobre a contagem de UFC para microrganismos cariogênicos presentes em biofilme microcosmo bem como sobre a prevenção da desmineralização do esmalte. Inicialmente determinaremos as CIM e CBM para extrato de Malva sylvestris em cultura de Streptococcus mutans. As CIM e CBM serão testadas em modelo de biofilme microcosmo. Para tal, 99 amostras de esmalte bovino serão preparadas e distribuídas nos seguintes grupos experimentais 1) Malva sylvestris (CIM); 2) Malva sylvestris (CBM); 3) Malva sylvestris (CIM) + xilitol 5%; 4) Malva sylvestris (CBM) + xilitol 5%; 5) Malva sylvestris (CIM) + xilitol 5% + Fluoreto (250 ppm); 6) Malva sylvestris (CBM) + xilitol 5% + Fluoreto (250 ppm); 7) Xilitol 5%; 8) Fluoreto (250 ppm); 9) Malva sylvestris (Malvatricin Plus® - controle positivo 2); 10) Clorexidina (Controle positivo 1) e 11) PBS (Controle negativo) (n=9). Para a formação do biofilme microcosmo será utilizado o pool da saliva coletada de 10 indivíduos saudáveis. Em placas de 48 poços, cada amostra de esmalte será exposta a 750 µL de inóculo (saliva humana-glicerol + saliva McBain, 1:50), por 8 h. Após as 8 h iniciais, o inóculo será removido, as amostras serão lavadas com PBS (5 s), receberão 750 µL de meio fresco (saliva artificial de McBain) com 0,2% sacarose por 16 h, completando as 24 h iniciais. Do 2º ao 5 º dia, as amostras serão tratadas com as soluções experimentais por 1 minuto e o meio contendo 0,2% sacarose será trocado 1x/dia. Desta forma, o número amostral por ensaio será 3, sendo este realizado em triplicata biológica (n final=9). As variáveis de resposta utilizadas serão: contagem de UFC para Streptococcus mutans/S. sobrinus e Lactobacillus sp.; e quantificação da desmineralização do esmalte por microradiografia transversal (TMR). Os dados serão submetidos à análise estatística apropriada (teste paramétrico ou não paramétrico), considerando p<0,05.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)