Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação ecológica e econômica da pecuária bovina de corte em pastagens no Cerrado

Processo: 20/04713-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Alessandra Tomaselli Fidelis
Beneficiário:Mário Guilherme de Biagi Cava
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Savana   Pecuária de corte   Invasão biológica   Pastagem natural   Cerrado   Plantas nativas   Comunidades vegetais

Resumo

Milhões de hectares de savanas estão sendo legalmente convertidas em pastagens para pecuária bovina de corte no interior de imóveis rurais no Cerrado. A fim de reduzir ao máximo a perda de diversidade biológica resultante deste processo de conversão legal, cientistas e tomadores de decisão (e.g., formuladores de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento e implementação de sistemas de produção pecuários sustentáveis) tem apontando a necessidade de priorizar, nestas novas áreas produtivas, usos pecuários da terra que apresentem baixo impacto sobre a biodiversidade. No entanto, há escassas informações referentes aos impactos causados por diferentes sistemas de produção pecuários sobre a diversidade biológica do Cerrado, dificultando a tomada de decisão sobre qual sistema pecuário priorizar. No estudo aqui proposto, nós investigaremos os impactos de diferentes sistemas de produção de gado de corte à pasto sobre a estrutura, riqueza e composição de comunidades de plantas nativas do Cerrado. Para tanto, nós amostraremos comunidades vegetais em pastagens naturais em uso (n=10), pastagens plantadas com baixa tecnologia em uso (n=10), e pastagens plantadas com alta tecnologia em uso (n=10), comparando-as entre si e com savanas naturais primárias (n=10) conservadas, protegidas do pastejo, a fim de avaliar qual desses usos pecuários da terra mantêm, potencialmente, comunidades de plantas nativas com estrutura, riqueza e composição mais similares às savanas naturais primárias conservadas, apresentando, consequentemente, menor impacto sobre comunidades vegetais nativas do Cerrado. Ainda, considerando que pecuaristas comumente selecionam o sistema de produção a implementar em seu imóvel rural a partir da viabilidade financeira do sistema, e não do impacto que este causa sobre a biodiversidade, tomadores de decisão necessitarão, além de informações ecológicas sobre o impacto dos diferentes sistemas de produção pecuários citados, de informações econômicas referentes a esses sistemas, para fomentar o uso daquele que venha apresentar, potencialmente, menor impacto sobre a biodiversidade, caso tal sistema também apresente baixo retorno econômico, sendo consequentemente, pouco atrativo aos pecuaristas. Assim, no estudo proposto, nós também avaliaremos, através de modelos bioeconômicos, a viabilidade financeira da pecuária bovina de corte em pastagens naturais, pastagens plantadas com baixa tecnologia, e pastagens plantadas com alta tecnologia, a fim de verificar se há variações referentes a viabilidade econômica destes diferentes sistemas produtivos pecuários tradicionalmente desenvolvidos no Cerrado. Ressaltamos que o estudo aqui proposto contribuirá para o projeto internacional "Optimising the long term management of invasive species affecting biodiversity and the rural economy using adaptive management", financiado pela FAPESP (Processo n° 2018/14995-8). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)