Busca avançada
Ano de início
Entree

Serviços de fisioterapia durante a pandemia de COVID-19: experiências das famílias de crianças e adolescentes com deficiências físicas

Processo: 21/03207-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Carolina de Campos
Beneficiário:Pedro Bittencourt de Oliveira
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Serviços de reabilitação   Telerreabilitação   Deficiência física   Crianças e adolescentes   Pandemias   Distanciamento social   Infecções por Coronavirus   SARS-CoV-2   COVID-19

Resumo

Introdução: Diante do cenário atual de distanciamento social decorrente da pandemia causada pelo SARS-CoV-2, um tipo de coronavírus responsável pela COVID-19, os serviços de reabilitação para crianças e adolescentes com deficiências físicas foram gravemente afetados. Apesar de terem sido regulamentadas consultas, orientações e monitoramentos de fisioterapia remotos, ainda não se sabe se elas ocorrem, a maneira como isso tem sido feito e tampouco qual a percepção das famílias diante deste cenário. Objetivo: Identificar as experiências e expectativas com relação a atendimentos de fisioterapia em famílias brasileiras que possuem crianças e adolescentes com deficiências físicas no atual cenário de distanciamento social decorrente da pandemia da COVID-19. Métodos: O projeto foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética local. Para este estudo com metodologia quali-quantitativa, os responsáveis por 50 crianças e adolescentes que frequentavam serviços de fisioterapia anteriormente à pandemia serão convidados a responder um formulário sobre o impacto do distanciamento social nos serviços de fisioterapia recebidos por crianças e adolescentes com deficiências físicas. Este formulário poderá ser respondido de forma virtual, impresso ou por telefone na forma de entrevista, contendo questões objetivas e subjetivas. A frequência de respostas para cada pergunta será analisada de forma descritiva. As perguntas abertas serão analisadas qualitativamente, por meio de levantamento das temáticas abordadas pelos respondentes. Associações entre tipo de atendimento recebido e condições de saúde das crianças e adolescentes serão exploradas com testes qui-quadrado. Resultados Esperados: A identificação das demandas e perspectivas das famílias, e a compreensão do impacto da pandemia sobre os serviços recebidos, serão de grande importância para o desenvolvimento de possíveis formas de intervenções que poderão ser utilizadas para essa população em situações de distanciamento social. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)