Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição do pólen de morangueiro para a análise de risco de agrotóxicos para a abelha nativa Tetragonisca angustula (L.)

Processo: 21/00489-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Eny Maria Vieira
Beneficiário:Tiffany Moro
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Agrotóxicos   Cromatografia   Microscopia eletrônica de varredura   Pólen

Resumo

As discussões e pesquisas acerca do uso de abelhas nativas para alavancar a produção de morango no Brasil é um fato que comprovadamente trás ganhos de qualidade e ganhos financeiros para o produtor e tem sido desejado investir neste consórcio planta-inseto. A abelha nativa Tetragonisca angustula L. é cogitada como uma das espécies-chave para o consórcio benéfico morango-inseto. Porém, associar abelhas nativas aos cultivos de morango exige avaliar a intensa aplicação de inseticidas e fungicidas para o controle de pragas. Do exposto, o presente estudo tem como objetivo conhecer a preferência alimentar da T. angustula pelo pólen do morangueiro em detrimento de outros tipos de pólen, no sentido de auxiliar no delineamento do real cenário de risco para a espécie. Para tanto será feita uma análise palinológica de amostras de pólen coletadas de colmeias de T. angustula instaladas em campo nas proximidades de cultivos de morango (Fragaria x ananassa Duch). Também será feita análise cromatográfica das amostras de pólen para verificar a contaminação pelo agrotóxico tiametoxam. Como preparo das amostras será utilizado o método QuEChERS. O estudo aqui proposto complementará as pesquisas em andamento e financiadas pela Fapesp (Processo N° 2018/16244-0) na região de Bom Repouso, MG, sob o título: "Avaliação do risco ambiental do inseticida tiametoxam aplicado ao cultivo do morango sobre a Tetragonisca angustula Latreille (1811)". Dentre os resultados esperados com a pesquisa estão, responder qual a contribuição das plantas designadas como "atrativas ou não atrativas" dentro do raio de ação teórico da T. angustula (500 metros). Da mesma forma os resultados contribuem para aprofundar os estudos de avaliação de risco de agrotoxicos para abelhas nativas, além do aprimoramento experimental em análise palinológica para subsidiar cenários reais de risco aos polinizadores em ambientes agrícolas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)