Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da codigestão de glicerol com esgoto sanitário em reator anaeróbio de leite fixo visando a biodegradação de micropoluentes orgânicos

Processo: 21/05052-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Rodrigo Braz Carneiro
Beneficiário:Gisele Miranda Gomes
Instituição Sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento de águas residuárias   Biodegradação ambiental   Esgotos sanitários   Contaminantes emergentes   Biogás   Glicerol   Reatores anaeróbios   Metanogênese
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:acidogênese | Codigestão anaeróbia | contaminantes emergentes | Esgoto sanitário | glicerol | Metanogênese | Degradação anaeróbia de micropoluentes do esgoto sanitário

Resumo

A presença de micropoluentes orgânicos (MPOs) no meio aquático vem se mostrando uma questão ambiental mundialmente relevante nas últimas décadas. Os micropoluentes, também conhecidos como contaminantes emergentes, embora presentes em concentrações traço podem causar malefícios tanto à saúde humana quanto ambiental, apresentando associações com o desenvolvimento de cânceres, infertilidades e resistência bacteriana. No Brasil, o estudo de sistemas de tratamento biológico anaeróbios para lidar com os diferentes MPOs têm alcançado posição de destaque devido às condições climáticas favoráveis para os biorreatores anaeróbios. Entretanto a digestão anaeróbia de águas residuárias domésticas apresenta um baixo potencial de geração e reaproveitamento de biogás. Nesse sentido, surge como alternativa a codigestão anaeróbia que também é capaz de oferecer uma destinação ambientalmente correta de rejeitos passíveis de serem utilizados como cosubstratos. Portanto, o presente projeto de pesquisa propõe a avaliação da codigestão da glicerina, subproduto proveniente da produção de biodiesel, com esgoto sanitário em reator anaeróbio de leito fixo, acidogênico e metanogênico, visando a biodegradação dos seguintes micropoluentes orgânicos: os antibióticos sulfametoxazol e ciprofloxacina; o anti-inflamatório acetaminofeno; o psicoativo carbamazepina; e o betabloqueador metoprolol. O projeto visa, portanto, elucidar o cometabolismo orgânico como um potencial mecanismo de biodegradação dos micropoluentes, bem como estabelecer uma alternativa viável de otimização da produção e aproveitamento do biogás a partir do esgoto sanitário. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)