Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização e carregamento de antígenos relevantes de HIV em células dendríticas aDC1 para imunoterapia anti-HIV

Processo: 21/06139-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Alberto José da Silva Duarte
Beneficiário:Gabriela Justamante Handel Schmitz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25212-9 - Vacina terapêutica baseada em células dendríticas aDC1 e vírus autólogo inativado visando o controle viral de indivíduos infectados pelo HIV-1 em interrupção de terapia antirretroviral, AP.TEM
Assunto(s):Células dendríticas   HIV   Vacinas

Resumo

A imunoterapia baseada em células dendríticas (DCs) constitui uma ferramentapotencial para estimular a resposta imune específica, podendo atuar como um tratamentocomplementar para indivíduos infectados pelo HIV, em uso de terapia antirretroviral. O usode DCs polarizantes, capazes de produzir níveis elevados de IL12p70 e induzir uma potenteresposta citotóxica é desejável no caso de infecções virais. Neste contexto, nossa proposta éestudar DCs polarizantes aDC1 pulsadas com vírus autólogo inativado para tratamento deindivíduos infectados pelo HIV. Serão incluídos nesse estudo 30 indivíduos que no momentoda inclusão ainda não tenham a terapia antirretroviral iniciada e após 6 meses de tratamentosofrerão ou não intervenção, conforme alocação nos braços do estudo: G1) não imunizados esem interrupção de tratamento antirretroviral; G2) imunizados com aDC1 sem interrupção detratamento antirretroviral; G3) imunizados com aDC1 com interrupção analítica detratamento antirretroviral. Após a inclusão, amostras de células mononucleares do sangueperiférico (PBMCs)serão coletadas para isolamento e expansão viral e os indivíduos iniciarãoa terapia antirretroviral. Será aguardado período de 24 semanas até que a carga viralplasmática tenha se tornado indetectável. Após este período, amostras serão coletadas para adefinição dos parâmetros basais e o produto vacinal constituído por aDC1 será inoculado em3 doses em intervalos quinzenais. Três semanas após a inoculação da última dose da vacinaa terapia antirretroviral será interrompida somente nos pacientes do G3 (grupo 3). Oseguimento vacinal será realizado nos seis meses subsequentes quando amostras de sangueperiférico e biópsias de jejuno serão estudadas com relação a parâmetros de imunoativação,imunogenicidade, estímulo de resposta humoral, expressão gênica para diferentes perfis deresposta imune, perfil virológico e análise de reservatórios virais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)