Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas públicas para a mobilidade ativa: evidências para transição para a sustentabilidade urbana

Processo: 21/05505-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Convênio/Acordo: CNPq - INCTs
Pesquisador responsável:Fabio Kon
Beneficiário:Letícia Lindenberg Lemos
Instituição-sede: Instituto de Matemática e Estatística (IME). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50937-1 - INCT 2014: da Internet do Futuro, AP.TEM
Assunto(s):Ciência de dados   Mobilidade urbana   Cidades inteligentes   Planejamento territorial urbano   Políticas públicas   Sustentabilidade urbana   Ciclismo   Caminhada

Resumo

Frente às inúmeras externalidades negativas das condições atuais de mobilidade urbana da maioria das cidades no mundo, vem se intensificando o consenso sobre a necessidade de repensar o modelo urbano atual. Os modos ativos, tais como a bicicleta ou deslocamentos a pé, por apresentarem características como neutralidade de emissão de carbono, baixo consumo de espaço viário e promoção de atividade física, se destacam apresentando alto potencial de contribuir para o desenvolvimento de ambientes urbanos mais saudáveis e sustentáveis. Esta pesquisa se insere nessas discussões com o objetivo de contribuir com evidências e discussões para embasar a elaboração de políticas públicas no sentido de promover a transição para a sustentabilidade urbana. Desse modo, propõe discutir os fatores que podem promover o uso cotidiano de modos ativos (particularmente a pé e bicicleta), bem como os impactos para a mobilidade urbana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)