Busca avançada
Ano de início
Entree

Telerreabilitação cardiorrespiratória para pacientes pós hospitalização por COVID-19 no Brasil: ensaio clínico randomizado

Processo: 21/05979-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Valéria Amorim Pires Di Lorenzo
Beneficiário:Maria Gabriela Colucci
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/09064-5 - Telerreabilitação cardiorrespiratória para pacientes pós hospitalização por COVID-19 no Brasil: ensaio clínico randomizado, AP.R
Assunto(s):Pandemias   Distanciamento social   SARS-CoV-2   COVID-19   Fisioterapia   Telerreabilitação   Reabilitação cardiopulmonar   Tolerância ao exercício

Resumo

Introdução: Apesar de não haver estudos que caracterizam de maneira específica a condição clínica de pacientes pós COVID-19, sabe-se que ao sobreviverem a condição aguda, poderão sofrer da síndrome pós cuidados intensivos, onde poderão experimentar por problemas respiratórios, motores e psicológicos, necessitando de programas de reabilitação (PR) por longos períodos, objetivando o aumento da chance de recuperação destas condições. Porém, a oferta ao acesso de PR é preocupante no país e no mundo, pois, mesmo em condições de não pandemia, já existe um déficit importante em números e vagas de centros de reabilitação especializado que associado ao aumento da demanda desses pacientes pós COVID-19 poderá levar a um colapso do sistema de PR. Isso poderá resultar em piores desfechos com maior tempo para recuperação desses pacientes. Ainda não há consenso na literatura do tempo em que paciente permanece infectado, apenas clinicamente recuperado, desta forma, poderá continuar o contágio da doença. Além disso, as medidas de restrição e distanciamento social dificultam ainda mais o acesso a estes centros. Portanto, PR a distância, realizados por telerreabilitação deverão serem testados neste novo grupo de pacientes. Objetivos: Estudo 1: Caracterizar as respostas fisiológicas durante a execução das atividades de vida diária (AVDs) em pacientes pós hospitalização por COVID-19. Estudo 2: Verificar a efetividade de um protocolo de telerreabilitação (TR) cardiorrespiratória, em pacientes pós hospitalização por COVID-19. Métodos: Serão incluídos pacientes após alta de hospitalização por COVID-19, segundo critérios de inclusão e exclusão estabelecidos neste projeto. Para o cálculo amostral, será realizado um estudo piloto. O estudo 1 será do tipo observacional longitudinal e o estudo 2 será um ensaio clínico randomizado e multicêntrico, tendo como instituição sede o Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos, realizando uma TR domiciliar envolvendo atividades funcionais e acessíveis. O resultado primário será a capacidade funcional verificada pelos testes físicos. Resultados esperados: Espera-se que com o estudo 1 possamos compreender e identificar possíveis respostas fisiológicas dos sinais vitais associados ao ambiente durante as AVDs dos pacientes após hospitalização por Covid-19. Além disso, no estudo 2 comprovemos os efeitos de um programa de TR física e cardiorrespiratória, acessível, com prescrição individualizada e que ocorra uma melhora da capacidade funcional e qualidade de vida destes indivíduos acometidos pelo COVID-19. No âmbito dos profissionais de saúde espera-se ampliar a rede de acesso, preservar a segurança dos fisioterapeutas bem como de toda a população, mantendo o distanciamento social. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)