Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da variabilidade genética e expressão dos transcritos da HCMV IL10 na ausência de infecção viral e genes virais.

Processo: 21/06252-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Cristina Carlan da Silva
Beneficiário:Isabella das Graças Lopes Martines
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/08527-1 - Investigação da variabilidade genética, expressão in vitro e in vivo, e propriedades funcionais dos homólogos de IL10 do Citomegalovírus humano, AP.R
Assunto(s):Citomegalovirus   Virologia   HCMV

Resumo

O Citomegalovírus Humano pode causar uma grande variedade de doenças que podem culminar em morte em indivíduos imunocomprometidos e neonatos. O ciclo viral compreende uma fase lítica (produtiva) e latência por toda a vida (não produtiva). A infecção lítica ocorre em uma grande variedade de tipos celulares diferenciados. A latência tem sido menos estudadas, mas um dos sítios caracterizados de latência são células precursoras da linhagem mielóide. Todos os genes virais são expressos durante a infecção lítica e um conjunto deste genes são expressos em latência. O gene UL111A, que codifia a IL-10 viral, um homólogo da IL-10 humana, é um destes genes. Durante infecção lítica diferentes transcritos de UL111A são gerados por splicing alternativo. Os transcritos mais estudados são cmv-IL10 (também chamado transcrito "A") e LAmcv-IL10 (transcrito "B"), o último sendo um transcrito caracterizados de latência. Ambos os transcritos causam regulação negativa de MHC classe II. Contudo eles diferem em um número de propriedades imunomodulatórias adicionais, como abilidade de se ligar ao receptor de IL10 e induzir sinalização através de STAT3. Também foram identificados outros transcritos expressos por splicing alternativo durante infecção lítica chamados de C, D, E, F and G, e suas propriedades não foram estudadas . Este projeto visa estudar as propriedades funcionais das isoformas de IL10 produzidas a partir destes transcritos, em particular C, D, E, F, G and H, a última identificada em nosso laboratório. Além disso, é proposto investigar a expressão e níveis relativos dos transcritos em amostras de indivíduos imunocomprometidos e saudáveis, além de analisar a variabilidade no gene UL111A nas amostras.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)