Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da incorporação de nanopartículas de nióbio funcionalizado em resina experimental bulk-fill de alta viscosidade

Processo: 21/04561-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marilia Mattar de Amoêdo Campos Velo
Beneficiário:João Marco Alves
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Nanotecnologia   Nanopartículas   Resistência à flexão   Nióbio   Viscosidade   Propriedades mecânicas   Espectroscopia   Técnicas in vitro

Resumo

O uso das resinas bulk-fill de alta viscosidade em restaurações sob alta carga oclusal é controverso e por isso, o aperfeiçoamento de suas propriedades mecânicas seria interessante, melhorando a performance clínica das restaurações com a técnica bulk e ampliando suas indicações. Assim, esse estudo in vitro irá avaliar a influência da incorporação de nanopartículas de óxihidróxido de nióbio (NbO2OH) silanizado nas propriedades mecânicas de resina bulk-fill experimental de alta viscosidade, por meio da análise de dureza de superfície, profundidade de cura, grau de conversão dos monômeros e resistência flexural. As nanopartículas de nióbio (0,5%) serão pesadas e adicionadas à resina experimental lentamente e homogeinizadas durante 1 minuto. Serão obtidos no total 3 grupos de estudo: Grupo 1 (resina experimental bulk-fill de alta viscosidade, controle); Grupo 2 (resina experimental bulk-fill de alta viscosidade modificada por 0,5% NbO2OH funcionalizado) e Grupo 3 (resina bulk-fill Filtek One, 3M ESPE, controle positivo). A dureza de superfície será conduzida no topo da superfície e na base (n=6), com a confecção dos espécimes por meio de uma matriz metálica de 4 × 4 mm, simulando a condição clínica da inserção em incremento único da resina bulk. Para o cálculo da profundidade de cura, será estabelecido um mínimo de 80% de microdureza inferior/superior. As medições de grau de conversão dos espécimes desenvolvidos (n=5) serão realizadas usando um espectroscópio infravermelho transformado por Fourier (FTIR) com um acessório de reflectância total atenuada (ATR). Já a resistência flexural em três pontos será determinada usando máquina Universal Instron (50N) em 10 espécimes/grupo de tamanho 8×2×2 mm. Após verificação da normalidade dos dados, será conduzida Análise de Variância a dois critérios, seguida pelo teste de Tukey (p<0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)