Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de antioxidantes de resíduos de Caryocar brasiliense Camb.: condições de extração e aplicação em sistema lipídico

Processo: 21/05875-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Cassia Roberta Malacrida Mayer
Beneficiário:Aline Kaory Ota
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Aproveitamento de subprodutos   Produtos naturais   Resíduos alimentares   Antioxidantes   Compostos fenólicos   Pequi   Oxidação lipídica   Caryocar brasiliense

Resumo

O pequi é fruto da planta pequizeiro, cujo nome científico é Caryocar brasiliense Camb., e ocorre nas regiões de Cerrado brasileiro. O fruto possui compostos fenólicos e carotenoides que podem atuar como antioxidantes e da sua polpa obtêm-se um óleo de elevada qualidade nutricional. A extração de óleo, especialmente por prensagem a frio, gera subprodutos com elevado valor nutricional e que apresentam potencial atividade antioxidante. A investigação de usos alternativos para subprodutos deste tipo representa uma etapa importante no desenvolvimento de processos tecnológicos mais sustentáveis. A oxidação lipídica limita a vida útil dos alimentos e ocasiona perdas nutricionais, causando alteração nos aspectos sensoriais e físicos. Esta oxidação indesejável pode ser evitada com o emprego de antioxidantes, que tornam possível a conservação dos alimentos. Os antioxidantes sintéticos são os mais utilizados pela indústria, porém eles possuem potencial carcinogênico quando ingeridos em altas quantidades, fazendo-se necessária a substituição destes antioxidantes por antioxidantes naturais. O objetivo deste trabalho será otimizar as condições de extração de compostos fenólicos de resíduos da extração de óleo de pequi (endocarpo espinhoso) bem como avaliar o potencial antioxidante deste resíduo frente a radicais livres e a aplicação em sistema lipídico emulsionado. A extração de compostos fenólicos totais será otimizada com relação aos parâmetros de proporção matéria seca/solvente e de tempo utilizando extração hidroalcoólica em ultrassom. O extrato obtido será caracterizado quanto à concentração de polifenóis extraíveis e não extraíveis, carotenoides e flavonoides totais e à atividade antioxidante e será aplicado como antioxidante natural em sistema emulsionado visando avaliação da estabilidade termoxidativa.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)