Busca avançada
Ano de início
Entree

Variantes genéticas localizadas no gene PTGS2 e o risco de hemorragia digestiva alta em usuários de ácido acetilsalicílico: um estudo caso-controle

Processo: 21/06865-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Patricia de Carvalho Mastroianni
Beneficiário:Ana Luísa Rodriguez Gini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacogenética   Segurança do paciente   Úlcera péptica   Polimorfismo genético   Efeitos colaterais e reações adversas relacionados a medicamentos   Variantes genéticas   Regressão logística   Relatos de casos   Estudo observacional

Resumo

Susceptibilidade genética para a ocorrência de hemorragia digestiva alta de etiologia não varicosa (HDA) em usuários de ácido acetilsalicílico (AAS) tem sido sugerida. Nesse sentido, o nosso grupo de pesquisa está conduzindo um estudo farmacogenético inédito na população brasileira e até o momento foi avaliada a influência de dez variantes genéticas no risco de HDA (genes PTGS1, NOS3, VKOCR1, ABCB1 e CYP2C9). Objetivo: Portanto, nessa proposta de iniciação científica pretende-se investigar a influência de duas variantes genéticas rs689466 e rs5275 localizadas no gene PTGS2 no risco de HDA em usuários de AAS. Metodologia: Trata-se de um estudo genético experimental. Serão utilizadas amostras de DNA de 50 casos e 150 controles, armazenadas em um biorrepositório, obtidas por meio de um estudo observacional do tipo caso-controle. Casos: usuários de AAS com diagnóstico de HDA. Controle: não usuários de AAS. Definiu-se como variável dependente HDA em usuários de AAS e como variável independente a presença das variantes rs689466 e rs5275. As variáveis de confusão são: etnia, escolaridade, índice de massa corpórea, histórico familiar de úlcera, histórico pessoal de doenças gastrointestinais, sorologia para Helicobacter pylori, comorbidades, farmacoterapia em uso, hábitos de vida. As variantes genéticas serão analisadas por meio da reação em cadeia da polimerase em tempo real com o ensaio TaqPath ProAmp (AppliedBiosystems, Foster City, USA). Os dados serão tabulados e digitados na Research Electronic Data Capture (RedCap). A frequência genotípica será analisada por meio do Equilíbrio de Hardy-Weinberg e os dados serão analisados por meio de modelos de regressão logística (Programa SPSS). Esse estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CAAE 53753115.4.0000.5440 e CAAE 53753115.4.3001.5426). Resultados esperados: Investigar as variantes genéticas envolvidas no risco de HDA em usuários de AAS, a fim de colaborar com evidências para a promoção da segurança do paciente e com políticas de saúde pública. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)