Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação de variáveis bioquímicas com a miopatia diabética gestacional do assoalho pélvico avaliada pela eletromiografia como biomarcadora da incontinência urinária específica da gestação em gestantes com diabetes mellitus gestacional

Processo: 21/08617-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Angélica Mércia Pascon Barbosa
Beneficiário:Luana Fávaro Iamundo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/01743-5 - Coorte da tríade gestacional: hiperglicemia, incontinência urinária e perfil clínico, molecular e ômico da miopatia hiperglicêmica na predição de incontinência e disfunção muscular e pesquisa translacional com biodevice para regeneração muscular em ratas, AP.TEM
Assunto(s):Assoalho pélvico   Diabetes gestacional   Eletromiografia   Ginecologia e obstetrícia

Resumo

Introdução: o Diabetes Mellitus Gestacional (DMG), caracteriza-se como doença metabólica, detectada pela primeira vez durante a gestação e pode levar a maiores alterações quando comparado à gestação normoglicêmica. O projeto Temático Diamater demonstra em suas publicações a relação da incontinência urinária específica da gestação (IU-EG) com as disfunções musculares do assoalho pélvico (DMAP) associado ao DMG. Objetivo: Analisar a associação de variáveis bioquímicas com a miopatia diabética gestacional dos MAP avaliada pela eletromiografia e verificar se esta associação é biomarcadora, bioquímica e funcional, da IU-EG em gestantes com DMG. Método: Serão incluídas gestantes entre a 24ª e 38ª semana gestacional e, acima de 18 anos. Ao atenderem critérios de inclusão, responderão ao inquérito sobre dados pessoais, clínicos, obstétricos e questionários sobre incontinência urinária. Serão submetidas a exame para diagnóstico de DMG, exame de sangue para análise de variáveis bioquímicas como, relaxina, insulina, glicose, CCL7, zinco, cálcio, calcitonina, paratormônio e vitaminas de A, C, D e E, cortisol, magnésio, sódio, potássio e fósforo. Em seguida realizado exame funcional do AP e eletromiografia. Análise estatística: A comparação entre os grupos será feita por meio de ANOVA para as variáveis quantitativas seguido de teste de comparação múltipla de Tukey para dados com distribuição normal e com distribuição gama para variáveis com distribuição assimétrica. As associações entre as variáveis qualitativas serão feitas por meio de tabelas de contingência com aplicação de teste qui-quadrado ou exato de Fisher.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)